2016

2016

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

LUIS BORDON - A HARPA E A CRISTANDADE - 1975

Nessa época de Natal, no Brasil, não poderíamos deixar de lembrar as músicas interpretadas em harpa paraguaia de Luis Bordon, reconhecidas mundialmente pelo seu álbum “A Harpa e a Cristandade!”.

Luis Bordon nasceu em Guarambaré, no Paraguai, no dia 19/08/1926 e faleceu em 2006. Foi um reconhecido músico intérprete de harpa paraguaia. Desde a infância teve o incentivo dos pais para se dedicar à música. Começou a estudar harpa paraguaia e logo se tornou um exímio nesse instrumento.

Em 1950, iniciou na orquestra de Julian Rejala, fazendo várias apresentações no Paraguai e no Brasil. Em 1959, gravou o seu primeiro álbum “Harpa Paraguaya em Hi-Fi”. Mudou-se para o Brasil onde morou por vários anos e gravou o disco o tornaria conhecido “A Harpa e a Cristandade”, com canções de Natal, tais como Jingle Bells e Noite Feliz. Durante vários anos foi sucesso de vendas nas festas natalinas e de réveillon.

Em 1970, esse álbum ganhou uma nova versão em formato estereofônico, contando com novos efeitos sonoros. Em 1972, foi lançada o Volume 2, com estilo mais moderno para a época, lembrando um rock progressivo. Mudou-se para os USA, onde morou por três anos antes de retornar ao Paraguai, onde morreu em 2006, aos 80 anos. Gravou um total de 34 discos.

Fonte: Wikipedia 06/12/2012  e o extinto blog baudelongplaying.

Nesta postagem apresentamos esse famoso e clássico álbum “A Harpa e a Cristandade”, que foi lançado no Brasil em 1970 e relançado em 1975, pela gravadora Chantecler, com o selo Alvorada. Nesse disco se destacam as canções compostas por brasileiros, tais como: O Velhinho (Otavio Babo Filho), Natal das Crianças (Blecaute), Natal Festivo (Mario Rinaldo), Fim de Ano (Francisco Alves e David Nasser) e principalmente a linda e tocante Boas Festas, composta por Assis Valente. As músicas natalinas do disco são:

1. Jingle bells; 
2. Noite silenciosa; 
3. Natal de paz; 
4. O velhinho; 
5. Natal das crianças; 
6. Arvore de natal; 
7. Boas festas; 
8. Pinheirinho agreste (O Tannebaum); 
9. Oração de natal; 
10. Feliz navidad; 
11. Natal festivo; 
12. Fim de ano.









4 comentários:

  1. Este álbum foi considerado pelo próprio músico, como o maior da sua discografia em vendagem. Tendo inclusive: na
    versão "stereo" outras edições. O volume 2 repercutiu bem menos. Mas os CDs. geralmente esgotam nas lojas; AM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Antonio
      Realmente esse álbum é um clássico de Natal. Aqui no blog ele é um dos mais acessados, mesmo em época fora do Natal.
      Eu tenho o volume 2 e futuramente vou postá-lo.
      Um abraço
      Hedson LaPlaya

      Excluir
  2. Respostas
    1. Qualquer problema no link Sendspace, favor me avisar.
      Hedson LaPLaya

      Excluir