2016

2016

terça-feira, 23 de julho de 2013

ANTHONY VENTURA - JE T'AIME - VOLUME 9 - 1981

Sendo um grande apreciador de música instrumental e orquestral, eu não podia deixar de postar e compartilhar com os amigos do blog, algum material da Orquestra Anthony Ventura. Apesar de não ter o mesmo brilho das outras orquestras que aprecio, tais como: Paul Mauriat, Franck Pourcel, Mantovani, Percy Faith, Raymond Lefreve, e outros que não me recordo agora, a Orquestra Anthony Ventura tem também o seu charme e estilo.

Os anos 1970 foram pródigos em orquestras. São inúmeras, origens diversas e formadas por excelentes maestros arranjadores. Situada em um patamar intermediário também atuou nesse segmento a Orquestra de Anthony Ventura, pseudônimo de seu maestro alemão chamado Werner Becker.

Ele nasceu no dia 04/dezembro/1943, na cidade de Celle, Alemanha. Foi músico, arranjador e produtor musical.

Seu inicio musical ocorreu na infância, na cidade de Hamburg-Harburg, por acaso. Ao entregar um piano a um vizinho dos Beckers, que incluía aulas de piano, ele passou a ministrar essas aulas devido ao seu talento precoce e em seguida incluía aulas em outros instrumentos, tais como, guitarra, acordeão e trompete.

Com apenas 11 anos ele apareceu pela primeira vez no piano e acordeão em uma banda musical. Apesar de seus compromissos musicais, ele planejou uma carreira profissional convencional. Ele aprendeu o ofício de tipógrafo, exercendo essa atividade até 1964.

Em 1963, ele tinha formado um trio de dança, chamado “Melodic Telstars”, onde descobriu o órgão Hammond. Já como músico em tempo integral, ele teve oportunidades de se apresentar no exterior.

A partir de 1970, ainda Werner Becker, era membro da big band “O Studiker”, onde aprimorou seu talento, através da prática em trabalhos de estúdio. Foi nessa atividade, em estúdio situado em Hamburg, que conheceu outros músicos e pode aumentar sua rede de relacionamentos.

Em 1972, atuou como pianista em sua própria banda “Randy Pie-in”. Entretanto, o resultado musical não refletiu em sucesso comercial.

Em 1973, o produtor Reinhard, incentivado pelo sucesso da música Je t’aime...moi non plus, de Serge Gainsbourg, teve a ideia de lançar um álbum em estilo orquestral melodioso e leve (easy listening). Werner Becker assumiu os arranjos, mixagem e solos, utilizando várias orquestras. Devido ao seu compromisso com a outra banda, ele surgiu com um pseudônimo “Orquestra Anthony Ventura”. Com esse disco ele estabeleceu o seu estilo de arranjos para o mercado musical. O sucesso foi imediato, aparecendo com novos álbuns periodicamente até 1982. A série Je T’aime de Je gerou 10 álbuns, sempre apresentando boas vendagens.

Em 1977, ele deixou a outra banda “Randy Pie” e focou seus próprios projetos. Além de Anthony Ventura, participou da final do Grand Prix de La Chanson, no Eurovisão, como WW Becker, com a canção Heut’ bin ich arm, heut’ bin ich reich (Hoje sou pobre, hoje sou rico), não obtendo o sucesso esperado.

O sexto álbum da série “Je t’aime”, intitulado “20 Traum Melodien” foi gravado no período de 1977 a 1978 e vendeu mais de um milhão de cópias, gerando uma carreira bem sucedida.

Em 1980, juntamente com a editora de música Hans Rudolf Beierlein, partiram para um projeto que foi lançado intensamente pela mídia impressa e televisão, para determinar as mais belas melodias do mundo, por meio do voto popular. As canções escolhidas geraram um álbum, que foi destinado para uma campanha na Alemanha contra o câncer. Foi considerado como uma das mais bem sucedidas campanhas de caridade do mundo e da música alemã. Devido ao sucesso, em seguida foi lançado o segundo álbum.

Nos anos seguintes, a popularidade de orquestras diminuiu e junto com uma disputa judicial com Reinhard, o criador do projeto “Je t’aime” levou a Anthony Ventura a sair de cenário.

Apesar de um breve ressurgimento entre 1992 e 1995, que renderam mais três álbuns, o sucesso do passado não ressurgiu. Fazendo um balanço, no geral, Anthony Ventura já vendeu mais de dez milhões de álbuns e obteve vários discos de ouro e platina pelas vendagens.

Como arranjador e produtor, Werner Becker (Anthony Ventura), participou de trabalhos de vários artistas locais e internacionais de renome pop, tais como: Klaus e Klaus, Nino de Angelo, Roy Black, Howard Carpendale, Matthias Reim, Mayte Mateos (Baccarat), Engelbert Humperdinck, Bonnie Tyler e Roger Whittaker.


Em 2004, ele atuou com sua orquestra em várias regiões do seu país, apresentando músicas clássicas a country, organizados por Gunther Emmerlich e com interpretações de Deborah Sasson e Tom Astor.

Nesta postagem, apresentamos um álbum que raramente se encontra na rede. Trata-se do disco "Je t'aime - Volume 9", lançado em 1981, pela gravadora Warner. O material que estamos compartilhando foi retirado de um relançamento de 1991, que saiu em formato Compact Disc - CD, contendo as seguintes canções:

1. I have I dream;
2. Charmaine;
3. Ginny come lately / Sun of Jamaika;
4. Orfeo negro / Sealed with a kiss;
5. Stars in your eyes;
6. Bilitis;
7. More / Parlez-moi d'amour;
8. The last farewell;
9. Annie's song / San Antonio Rose;
10. Blue moon / One night;
11; Love story










Links:

2 comentários: