2016

2016

sábado, 5 de julho de 2014

MAC RYBELL - MAC RYBELL - 1968 e 1974

A banda brasileira Mac Rybell, influenciada pelos Beatles e Rolling Stones, surgiu em 1964, na cidade de Assis, São Paulo, de um grupo de amigos que buscavam na música a manifestação desse movimento musical.

Sua formação básica era composta por Marinho e Caio, que estudavam no Colégio Diocesano e Paulo Roberto, Yrineu Bell e Elionilton.

O nome escolhido para a banda foi composto pelas iniciais dos nomes de cada integrante da banda. Em 1967, Mac Rybell grava o seu primeiro disco, no formato compacto simples, com as canções Júlia e Io non te lembro. Nesse ano, entra novos integrantes no grupo, Rodolfo e Luis Carlos.

Em 1968, o grupo se apresenta na TV Bandeirantes, no programa “Enzo de Almeida Passos”. Naquela oportunidade é convidado a tocar na melhor casa noturna de São Paulo, a Urso Branco. Após o sucesso dessa apresentação a banda é contratada como nova atração da noite paulistana, o que os faz mudarem-se para São Paulo.

Não demora e Mac Rybell é considerado pelos jornalistas de São Paulo, como os Beatles brasileiros e em apenas três meses de trabalho é festejado como o melhor conjunto da noite paulistana, de 1968.

Ainda em 1968, fruto do desempenho e sucesso do grupo, o Mac, como eram chamados, lança no Brasil, um compacto simples com uma música inédita dos Rolling Stones, chamada The Lantern, além de uma própria composição com o título de Shadow. Atualmente, pela sua raridade, esse compacto é item de disputa entre colecionadores internacionais.

O ano de 1968, foi uma das melhores fases do grupo e aproveitando o momento grava um álbum com canções dos Beatles, mas por imposição contratual da gravadora, no disco intitulado “Mania de Beatles”, o nome da banda saiu como “The Sargeants”. No entanto, tirando isso, para quem não sabe, eles foram o primeiro conjunto brasileiro a lançar um álbum, no formato Long Playing – LP, apenas com canções dos Beatles. Nesse ano, entraram os integrantes Yrineu e Daniel.

Em 1969, após grande sucesso em São Paulo, a banda retorna para a cidade de Assis, contando com novo elemento na formação, Mario Carlos.
No início dos anos 1970, o grupo já reformulado, começou pesquisar novas sonoridades eletrônicas e incluíram essas inovações em seu trabalho, produzindo efeitos especiais em suas gravações. Isso pode ser ouvido na faixa instrumental do álbum que foi lançado em 1974.

Em 1972, participou em diversos programas de TV, de São Paulo, como por exemplo, “O Clube do Bolinha”, o “Programa do Sílvio Santos”, que era exibido na Rede Globo, entre outros. Naquela época, a audiência televisiva era pequena, mas mesmo assim, a repercussão da participação no programa, propiciou ao grupo um mercado de trabalho em potencial, confirmando a sua posição como uma das melhores bandas do Brasil. Pena que tudo isso não tenha se manifestado em maior penetração em outras regiões do Brasil, ficando restrito a São Paulo.

Em 1974, a banda grava o álbum “Mac Rybell”, contendo apenas composições de autorias próprias e que tem a canção Meu Sonho, tocada em várias emissoras de rádios da época. Na gravação desse disco a formação do grupo era composta por Mario, Caio, Rodolfo, Yrineu, Bell, Elionilton e Luis Carlos.

O realce da carreira da banda Mac Rybell foram as pesquisas musicais e tecnológicas, nas criações de novos sons e instrumentos, sendo o diferencial da banda, o que possibilitou, no ano de 1983, a sua participação na TV Cultura para a gravação da abertura de Assim Falou Zaratrusta, que permanece até os dias de hoje como uma das marcas desse vanguardismo.

Fontes:
Brazilian Nuggetts (http://brnuggets.blogspot.com.br/)


Nesta postagem, apresentamos o raro e disputado compacto lançado no Brasil, em 1968, bem como album de 1974, lançado no Brasil, pela gravadora Som (Copacabana Discos), ambos com o selo (label) Beverly, contendo as seguintes músicas:


Compacto Simples Mac Rybell (1968):
1. Lantern;
2. Shadow.


Álbum Mac Rybell (1974):
1. Meu sonho;
2. The first time I saw you;
3. Amor ainda existe;
4. Wait;
5. Como posso viver sozinho;
6. Apocalipse;
7. It's so blue;
8. Lágrimas;
9. Você deve crer;
10. Já era o tempo de esperar;
11. Canção do bosque;

12. Homem pé no chão.





Compacto 1968


















 Links:

Um comentário: