2016

2016

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

FRANCK POURCEL - GRAND ORCHESTRE - PARIS - 1975

Para aqueles que apreciam Orquestra de Franck Pourcel há uma vasta discografia que foi lançada em vários países. Aos poucos estamos resgatando aqueles que foram lançados especificamente no Brasil (Veja as Postagens Anteriores). 

Nesta postagem, o da vez, é um álbum intitulado "Paris", lançado em 1975, pela gravadora EMI / Odeon. É um disco com capa dupla, com ilustrações em tributo a cidade de Paris. A seleção de músicas é composta por:

01 - Ca C'est Paris (02:33)
02 - Paris Je T'aime D'amour (02:39)
03 - I Love Paris (03:05)
04 - Sous Les Toits de Paris (03:05)
05 - Paris Canaille (02:24)
06 - Paris Sentimental (02:35)
07 - A' Paris (02:24)
08 - Paris Violon (03:17)
09 - April In Paris (03:14)
10 - Under Paris Skies (02:45)
11 - The Last Time I Saw Paris (02:46)
12 - Revoir Paris (02:22)



 Capa - Edição Brasil - 1975

















Capa - Edição France - 1975
Links:




ORQUESTRA BRASILEIRA DE ESPETÁCULOS - ANA E OUTROS SUCESSOS DE ROBERTO CARLOS - 1970

Recentemente tive boas e más notícias referente a blogs disponíveis na rede. A boa notícia foi o retorno do blog MrFive, apresentando excelentes postagens com material de qualidade e raro. Porém, o que foi bom durou pouco. 

Não conseguiu resistir a um mês de vida e acaba de nos informar que está novamente interrompendo as postagens, devido uma denúncia de violação de direitos autorais, que fez com que o servidor utilizado, o 4shared, retirasse do ar todos os seus respectivos links disponíveis.

Realmente é lamentável que não se possa resgatar obras que nem sequer estão disponíveis para aquisição. Ter acesso a essas obras é fundamental para a preservação e continuidade da memória musical. Juntamente com vários amigos do blog que o acompanhavam, lamentamos profundamente o que ocorreu. 

Sei que é uma premissa do autor do blog, porém, em minha opinião, deveria insistir em mantê-lo, buscando outros servidores e assim continuar postando.


Além dessa manifestação de pesar, o motivo desta postagem é resgatar mais uma obra da Orquestra Brasileira de Espetáculos, dando continuidade as nossas Postagens Anteriores. Desta vez, apresentamos o álbum intitulado "Ana e Outros Sucessos de Roberto Carlos", lançado no Brasil em 1970, pela gravadora CBS. 

Em minha opinião, eu considero um dos melhores álbuns dessa série de discos com músicas de Roberto e Erasmo Carlos. Nesse em especial, é possível identificar diferenças de arranjos e estilo em relação aos outros álbuns. É sabido que esses álbuns tiveram a participação de arranjadores (maestros) diferentes. Bem que eu gostaria de saber quem foi o arranjador desse disco. Infelizmente não há menção dos maestros nos discos lançados.

Uma curiosidade desse disco é a sua capa, que foi literalmente copiada de um álbum lançado nos Estados Unidos, no mesmo ano, pela Orquestra de André Kostelanetz. É muita falta de originalidade.

As músicas que compõem o álbum são as seguintes:

1. Ana;
2. Uma palavra amiga;
3. O astronauta;
4. A palavra adeus;
5. Sua estupidez;
6. Milhões de vezes;
7. Vista a roupa meu bem;
8. Maior que o meu amor;
9. Minha senhora;
10. Quero ter você perto de mim;
11. Preciso lhe encontrar;
12. 120...150...200 km por hora.















Links:


domingo, 23 de fevereiro de 2014

LOS TROPICANOS - 1979

Conforme já foi comentado em Postagens Anteriores, Los Tropicanos foi uma orquestra de estúdio, criada basicamente para lançar sucessos em formato instrumental, que fossem comerciais, visando aumentar o faturamento da gravadora, contando com seleções de canções nacionais e internacionais. Esse procedimento era comum entre as gravadoras e por trás dos diversos pseudônimos criados, estavam músicos, artistas e até integrantes das bandas dessas gravadoras.

Desta vez, resgatamos um álbum, sem título, lançado em 1979, pela gravadora EMI/Odeon, com o selo (label) Coronado, diferente dos álbuns anteriores que tinham o selo Parlophone. Além da seleção musical, o grande destaque do álbum é a modelo constante na capa. Dessa raridade, ainda não contemplada na internet, podemos apreciar as seguintes músicas:

1. Last train to London;
2. Vazio;
3. Guarde nos olhos;
4. Lead on me;
5. Sob medida;
6. Paris at 21;
7. Rise;
8. Café da manhã;
9. Marron glacê;
10. Reunited;
11. Folhetim;
12. Meu drama.











 Links:

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

THE BOSSA NOVA EXCITING JAZZ SAMBA RHYTHMS - VOLUME 3 - 2000

Seguindo a ordem de solicitações dos amigos do blog, compartilhamos o Volume 3, da espetacular série intitulada "The Bossa Nova Exciting Jazz Samba Rhythms", lançada em 2000, pela gravadora Rare Groove Recordings, contendo uma seleção de canções lançadas no período de 1955 a 1971. Espero que gostem. Vejam também os Volumes 1 e 2 já postadas no blog.

As músicas, intérpretes e respectivas datas de lançamento delas, contidas nesse álbum são as seguintes:

01. Samba De Verão / Sergio Mendes and Wanda de Sah (1964)
02. Borandá / Edu Lobo (1967)
03. Mas Que NadaBetter Than Nothing/ Elza Soares (1967)
04. Mestiço / Wilson Simonal (1965)
05. Vou Te Contar / Quarteto 004 and Antonio Carlos Jobim (1964)
06. Samba Do Carioca /Silvio Cezar and Meirelles (1955)
07. Take Me To Ruanda / Astrud Gilberto (1965)
08. So Danço Samba – Jazz ‘N’ Samba / Wanda De Sah (1965)
09. O Pato / Lennie Dale and O Sambalanço Trio (1966)
10. Blues A Volonte / Baden Powell (1971)
11. Canto De Osanha – Let Go / Caterina Valente and Edmundo Ross Orchestra (1964)
12. Jive Samba / Jon Hendricks (1963)
13. Chega De Saudade / Quarteto Em Cy and Frejat – Live (1967)
14. The Man From T.H.R.U.S.H / Lalo Schifrin (1965)
15. Baia / Bill Perkins (1963)
16. É Bom Assim / Os Cobras (1960)
17. Days Of Wine And Roses / Jack Wilson and Roy Ayers (1965)
18. Amazonas / Som Três 1968)
19. Naña / Zimbo Trio Live (1966)













Links:

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

JOHNNY MATHIS - LOVE STORY - 1971

Há quase um ano atrás compartilhávamos com os amigos do blog, mais um trabalho do grande cantor americano Johnny Mathis. Agora retomamos com outra postagem, no caso, o álbum "Love Story" lançado no Brasil em 1971, pela gravadora CBS. 

É sabido que esse álbum já havia sido postado anteriormente, porém incompleto no que se refere ao material gráfico. Acho importante e sempre que posto procuro incluir todo o material daquela obra. Assim é possível, para os que não tiveram acesso, resgatar todo o visual e informações do disco. Aproveito para agradecer ao blog http://luigis50s60svinylcorner.blogspot.com.br que forneceu a parte de áudio.

O grande destaque desse disco é justamente a seleção musical com canções sucessos dos anos 1970, na voz distinta de Johnny Mathis. Vale a pena ouvir. As músicas que compõem esse álbum são:

1. Love story;
2. Rose garden;
3. Ten times forever more
4. It's impossible;
5. I was there;
6. What are you doing the rest of your life;
7. We've only just begun;
8. Traces;
9. For the good times;
10. My sweet lord;
11. Loss of love.



 Capa (Front) Edição Brasil - 1971




 Contra Capa (Back) Edição Brasil - 1971







 Capa (Front) Edição USA - 1971



Contra Capa (Back) EdiçãoUSA - 1971



Links




domingo, 16 de fevereiro de 2014

THE FEVERS - 1989

O álbum desta postagem me traz uma lembrança engraçada de um momento familiar, onde citávamos a letra da música Macho, macho, para brincar com uma prima e seu respectivo namorado, que na época era tinha um físico que lembrava "Manequim modelo". 

Trata-se do disco do grupo The Fevers, muito conhecido na época e no pós Jovem Guarda (Veja mais Detalhes da Banda em postagens anteriores), lançado em 1989, pela gravadora BMG RCA. 

Nessa gravação a banda já não contava mais com o seu tradicional vocalista Almir Bezerra e nem com o saxofonista Miguel Piopschi. Em seu seu lugar esteve presente o cantor Cesar. A curiosidade desse trabalho é que a direção artística e produção executiva foi realizada por ex-integrantes, no caso Miguel Piopschi e Michael Sullivan (ex vocalista). Já a coordenação de produção foi realizada por Ed Wilson, ex integrante da banda Renato e Seus Blue Caps.

Para os fãs desse grupo, soa estranho o vocal de Cesar, mas ele consegue ter uma boa atuação no vocal. Como músicas destaque desse disco eu cito Macho, macho, Eu quero (versão de uma música de Roy Orbison) e Bamboleo (versão de uma canção do Gipsy Kings). 

Também chamo a atenção para os compositores dessa seleção, todos artistas populares consagrados, tais como: Marcos Valle, Carlos Colla, José Augusto, Paulo Sérgio Valle, Fernando Mendes, Ed Wilson, Michael Sullivan e Paulo Massadas. 

As músicas desse álbum já foi postado em vários blogs, porém estamos incluindo um material gráfico adicional. As músicas que compões o disco são as seguintes:

1. Quero viver;
2. Sem rumo;
3. Macho, macho;
4. Baby, bye bye;
5. Cedo ou tarde;
6. O sonho mais bonito;
7. Eu quero (You've got it);
8. Bamboleo;
9. Tira teima;
10. Vai ser agora.




 Capa (Front) - LP 1989 




  Contra Capa (Back) - LP 1989 




  Encarte (Inside) - LP 1989




  Selo (Label) - LP 1989




  Capa (Front) - CD 1989 




  Contra Capa (Back) - CD 1989 

Links:


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

POLY E SEU CONJUNTO - BAILE NO INTERIOR - 1982

Desta vez retornamos com mais um resgate do instrumentista Angelo Apolonio, mais conhecido como Poly. Para quem está chegando agora, ele se destacou em realizar arranjos e interpretar canções populares com um toque especial de sua guitarra havaiana (Veja Postagens Anteriores).

Esse álbum, acredito que tenha sido um dos últimos do artista. Foi lançado em 1982, pela gravadora Polygram, com o selo Rancho, destinado para o segmento sertanejo, com o título de "Baile no Interior". 

O grandes destaques do disco fica por conta da seleção de músicas sertanejas clássicas e da música Fuscão Preto, composição de Atilio Versutti e Jeca Mineiro, mas que fez muito sucesso com o cantor popular Almir Rogério. Outro curiosidade é por conta dos instrumentistas que participaram, incluindo Robertinho do Acordeon e Wando no violão.

As músicas que compõem esse álbum são as seguintes:

1. Fuscão preto;
2. Baião da serra grande;
3. Moda da mula preta;
4. O menino da porteira;
5. Pagode em Brasilia;
6. Canoeiro;
7. Mágoa de boiadeiro;
8. Rio de lágrimas;
9. Chuá, chuá;
10. Asa branca;
11. Casinha pequenina;
12. Chitãozinho e chororó.












Links:


domingo, 9 de fevereiro de 2014

THE BOSSA NOVA EXCITING JAZZ SAMBA RHYTHMS - VOLUME 2 - 2000

Para quem gostou do primeiro volume da série "The Bossa Nova Exciting Jazz Samba Rhythms", segue outra raridade, o Volume 2, lançado em 2000, pela gravadora Rare Groove Recordings, contendo canções lançadas no período de 1959 a 1973. 

Os grandes destaques continuam sendo a primorosa seleção de músicas e intérpretes, alguns há muito tempo não lembrados. A curiosidade é por conta da capa, copiada literalmente de outro álbum denominado "Loves is Blue".

As músicas que compõem esse álbum são os seguintes

1. Mas que nada / Tamba Trio (1963);
2. Upa neguinho / Edu Lobo (1966);
3. O barquinho / Pery Ribeiro e Walter Wanderley (1961);
4. Samba de uma nota só / Coral Ouro Preto (1961);
5. Bossa nova - I say / Bobby Mackay (1965);
6. Tim dom dom / Jorge Ben (1963);
7. Wave / Toots Thieleman and Elis Regina (1969);
8. O menino das laranjas / Elis Regina (1965);
9. Só danço samba / Ella Fitzgerald (1966);
10. The boy from Ipanema / Sarah Vaughan (1964);
11. Desafinado / João Gilberto and Antonio Carlos Jobim (1959);
12. Samba internacional / Os Farroupilhas (1962);
13. Os grilos - Crickets sing for Anamaria / Marcos Valle (1968);
14. Telefone / Walter Wanderley (1964);
15. The blues walk / Ed Lincoln (1964);
16. O pato / Pedrinho Mattar (1963);
17. Leilão - Brotinho bossa nova / João Roberto Kelly and Luiz Reis (1964);
18. Samblues / Sambalanço Trio (1964);
19. Menino travesso / Edison Machado (1963);
20. Reza / Paul Winter and Luis Bonfá, Roberto Menescal, Luiz Eça (1965);
21. Corteguai / Antonio Carlos Jobim and Eumir Deodato (1973);
22. Oba-la-la / Sérgio Mendes












Capa Similar 
Links:

sábado, 8 de fevereiro de 2014

SWEETS SONG - VOLUME 1 - LEMBRANÇAS DOS MELHORES MOMENTOS - COLETÂNEA INTERNACIONAL - 1987

No final do ano passado, postamos uma coletânea interessante e de edição limitada, chamada "Sweet Songs - Volume 1- Ficou na Saudade", que foi muito apreciada pelos amigos do blog. 

Houveram inúmeros pedidos para que fossem resgatados os outros volumes. Infelizmente eu só tinha o volume 2. Mas graças ao Claudemir e Mario Uzun, que nos enviou os volumes 1 e 3, será possível compartilhá-los, com algumas melhorias no material gráfico.

Assim, para atender os amigos anônimos, o Theo e o Elias, apresentamos primeiramente o Volume 1, intitulado "Lembranças dos Melhores Momentos. Esse volume também foi lançado pela Acervo Discos, em 1987, utilizando material da gravadora Universal. Para quem está chegando agora, veja também o Volume 2.

Dessa seleção, eu destaco duas músicas que me trazem boas lembranças, que são It's five O'clock,  do Aphrodite's Child e a rara interpretação de Joe Cocker para A whiter shade of pale. As músicas que compõem esse volume são as seguintes:

1. I don't want to go on without you (Nazareth);
2. Then you left me (Bee Gees);
3. Don't look back (The Korgis);
4. Special lady (Ray Goodman and Brown);
5. It's five O'clock (Aphrodite's Child);
6. She dit it to me (Slade);
7. All I want to do is dream (Andy Gibb and Victoria Principal);
8. Love hurts (Nazareth);
9. Don't forget to remember (Bee Gees);
10. Can't you feel my love (Matthew Fisher);
11. So you are a star (Hudson Brothers);
12. That's why I love you (Johnny Casbah);
13. Carousel (Phil Trainer);
14. A whiter shade of pale (Joe Cocker);
15. Patrick, amor mio (Isabel Patton).











Links:

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

FRANCK POURCEL - E UM MUNDO DE MELODIAS - VOLUME 1 - 1972

Finalmente, nesta postagem resgatamos um álbum que deu início a uma série de discos orquestrais de sucesso  no Brasil, do maestro francês Franck Pourcel (Veja nossas Postagens Anteriores). Trata-se do raro Volume 1, lançado inicialmente em 1964, pela gravadora Odeon e denominado "Franck Pourcel e Um Mundo de Melodias".

A versão que apresentamos, foi retirado de uma reedição de 1972 e tem como destaques as músicas O arlequim de Toledo e Os canhões de Navarone. Devido as condições precárias do material gráfico, fomos obrigado a recuperá-lo naquilo que foi possível. Aprecie as seguintes músicas que compõem o disco:

1. O arlequim de Toledo;
2. Makin' love;
3. Misty;
4. Let the sunshine in;
5. Caterina;
6. Pizzicato-pizzicati;
7. Os canhões de Navarone;
8. Twistin' the twist;
9. Et maintenant;
10. Les voiliers;
11. Poderoso señor;
12. Pissi pissi, bao bao














 Links:

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

THE BOSSA NOVA EXCITING JAZZ SAMBA RHYTHMS - VOLUME 1 - 2000

É sabido que a música brasileira é muito apreciada internacionalmente e a Bossa Nova tem contribuído muito para essa preferência. 

Há dias atrás recebi de um amigo um material muito interessante. Tratava-se de uma coleção de seis álbuns denominada "The Bossa Nova Exciting Jazz Samba Rhythms", lançado na Itália em 2000 e posteriormente relançado em 2006.  Essa série apresenta compilações de canções da Bossa Nova e outras influenciadas por esse estilo, com artistas brasileiros e internacionais. 

A principio a Bossa Nova foi considerada um estilo influenciado pelo Jazz, exótico, suave, porém agradável e sexy. Em minha opinião, destacam-se nessas coletâneas a diversidade de artistas e principalmente de interpretações do estilo. 

Apesar das limitações técnicas do som do material que disponho e que pretendo adquirir em versões originais futuramente, vale a pena conhecer. Espero que aprecie e opinem se vale a pena postar os outros volumes. 

Nesta postagem, compartilhamos o primeiro volume, lançado na italia, em 2000, pela gravadora Rare Groove, que contém uma compilação de canções do período de 1960 a 1973. As canções que compõem essa coletânea são as seguintes:

1. Influência do jazz / Roberto Menescal (1964);
2. Mas que nada / Odell Brown and The Organizers (1967);
3. Berimbau / Os Cinco Dados (1963);
4. Aguas de março - Waters of march / Jongo Trio (1972);
5. Agua de beber - Water to drink / Quarteto em Cy e Tamba Trio (1966);
6. Samba pro Pedrinho - Pedrinho Mattar Trio (1964);
7. Bamba samba - Bossa nova / Charlie Byrd and Woody Herman (1966);
8. A felicidade - Breno Sauer Quinteto (1963);
9. Lamento / Nelson Riddle and Orchestra (1973);
10. To live happily - Pra viver feliz / Zimbo Trio (1964);
11. Os grilos - Crickets sing for Anamaria / Os Catedráticos (1965);
12. Samba de uma nota só - One nota samba / Lalo Schifrin and Orchestra (1962);
13. Chora tua tristeza / Geraldo Trio (1966);
14. Canto de Ossanha / Bossa Jazz Trio (1964);
15. Cheiro de saudade / Os Cobras (1960);
16. Strings of pearls / The Continentals (1967);
17. Batucada / João Meirelles and His Bossa Kings (1961);
18. The face I love / Chris Montez (1968);
19. Exotique bossa nova - Quiet village bossa nova / Martin Denny (1963);
20. Boss tres bien / Quartette Tres Bien (1962).














Links:

domingo, 2 de fevereiro de 2014

SILVEIRA E SUA ORQUESTRA - INCREMENTADO - 1971

Há tempos venho procurando um raro álbum do maestro Silveira, chamado Incrementado, que foi lançado pela gravadora Odeon, com o selo Parlophone, em 1971. Tive oportunidade de ouvir esse disco, há uns dois anos atrás, quando recebi de um amigo em arquivo Mp3. Ouvi e gostei, pois cheguei a conclusão que os arranjos não ficava devendo em nada para as obras de maestros estrangeiros. Certamente, os amigos do blog chegarão nessa mesma conclusão. Pena que esse maestro não teve grande repercussão comercial, pois o considero muito bom.

A partir dessa audição, resolvi garimpar nas lojas de discos seminovos, já que os que encontrei no Mercado Livre estavam com preços proibitivos e não demonstravam bom estado. Infelizmente não o consegui. 

Assim enquanto continuo pesquisando eu resolvi postar a versão que disponho. Porém, não esperem um material de excelente qualidade, tanto de áudio, quanto material gráfico. Acredito, que os amigos compreenderão. 

Para quem não conhece, o acordeonista, maestro, compositor e arranjador Orlando Silveira, ou melhor Silveira, nasceu no Rio de Janeiro em 1922 e acompanhou artistas tais como Elza Soares, Miltinho, Marcos Valle, Elton Medeiros e Raul Seixas, ainda Raulzito com os Panteras, em 1968. Trabalhou na gravadora Odeon / EMI, no período de 1956 a 1976.

 As músicas do álbum desta postagem contém são as seguintes:

1. Girl I've Got News For You;
2. Stoned end;
3. Another day;
4. It Don't Matter To Me;
5. I'll Be There;
6. Every Day I Have To Cry;
7. Toboga;
8. With More Than 30;
9. The Time Has Come;
10. Have You Ever Seen The Rain;
11. Found A Child;
12. My Sweet Lord






Links:


TRIBUTO BEE GEES - WE LOVE THE - 1997

Como afirmei na minha primeira postagem que apresentava um álbum tributo à banda Bee Gees (Veja as Postagens Anteriores), sou curioso e apreciador de versões tributos. Há boas e ruins releituras. 

O disco que apresentamos nessa postagem é mais um tributo ao grupo Bee Gees, porém torci o nariz para algumas das releituras, que procuraram inventar muito e fiquei surpreso com outras boas releituras. Muitos dos intérpretes são por mim desconhecidos. Mas isso é muito positivo, pois é a oportunidade de conhecê-los. Confesso que os mais conhecidos são Take That e "N Sync. Entretanto, vocês amigos do Blog LaPlayaMusic e fãs dos Bee Gees poderão dar a sua opinião a respeito. 

O disco foi lançado originalmente na Alemanha e também no Brasil, em 1997, pela gravadora BMG Ariola. As músicas que compõem o disco são as seguintes:

1. How deep is your love (Take That);
2. Too much heaven (Sash! featuring Debbie Cameron);
3. You win again (Captain Jack);
4. Nights on Broadway (Masterboy);
5. World (U96);
6. I started a joke (Element of Crime);
7. Massachusetts (Vivid);
8. More than a woman (Trieb);
9. Too much heaven (Nana);
10. Juliet (3 Deep);
11. Die menschen sind kalt - Wind of change (Andreas Dorau);
12. Tragedy (Whirlpool Productions);
13. You should be dancing (Three 'N One);
14. Night fever (Ex-It);
15. World (Marusha);
16. Bee Gees Tribute: Jive talking / Too much heaven / How deep is your love / Stayin' alive ('N Sync)











Links: