2016

2016

quinta-feira, 26 de março de 2015

RITA REYS - SINGS ANTONIO CARLOS JOBIM - 1983

Maria Everdina Reijs, mais conhecida como Rita Reys, nascida em Rotterdan, no 21 de dezembro de 1924 foi um cantora e instrumentista de jazz, da Holanda. Em 1960, no Festival Francês de Jazz, de Juan-les-Pins, ela recebeu o título de "primeira-dama de jazz da Europa".

Rita Reys era vinha de uma família de artistas. Seu pai era um violinista e maestro e sua mãe dançarina. Em casa, não era costume ouvir música jazz. Seus pais preferiam a música clássica luz, tais como Tchaikovsky e Chopin. Como um adolescente, participou e ganhou de vários eventos de competição de talentos locais.

Em 1943, Rita conheceu seu primeiro marido, jazz baterista Wessel Ilcken, que a apresentou para a cena do jazz. Rita Reys & the Wessel Ilcken Sextet, com Jerry van Rooijen no trompete e Toon van Vliet no saxofone tenor, realizada regularmente no clube de jazz Sheherezade em Amsterdã e outros locais holandeses.

Nos anos seguintes, Rita e Wessel realizaram apresentações em outras partes da Europa. Eles se apresentaram com Ted Powder na Bélgica e em Luxemburgo (1945 e 1946) e excursionaram pela Espanha e Norte de África, com a orquestra Piet van Dijk, entre 1947 e 1950.

Em 1950, Rita e Wessel fundaram seu próprio grupo, chamado “Rita Reys Sextet”, com o qual eles iriam comemorar muitos sucessos nos anos seguintes, tanto na Holanda, como em outros países europeus. Seu primeiro show foi no dia 1 de abril, do mesmo ano, no clube de Amsterdam Palace. Mas a maior parte do tempo o sexteto realizava apresentações fora da Holanda. Na Inglaterra, eles tocaram em bases militares norte-americanas e em vários clubes de dança, onde Rita conheceu pessoas como Ronnie Scott, que mais tarde fundou Ronnie Scott Jazz Club, em Londres.

Em 1953, por um semestre, Rita e Wessel residiram em Estocolmo, Suécia, cidade considerada como o centro de jazz da Europa naqueles dias. Rita fez suas primeiras gravações para a gravadora sueca. Em 2 de março de 1953, o casal gravou suas primeiras faixas com o saxofonista Lars Gullin.

Seis meses depois, eles voltaram para o estúdio com o sexteto Ove Lind. Rita e Wessel também participaram de algumas sessões de gravação de Quincy Jones, juntamente com Lars Gullin, Clifford Brown, e Art Farmer para o selo dele. Em Estocolmo, Rita Reys teve oportunidade de conhecer vários personagens do Jazz, tais como Ella Fitzgerald, Dizzy Gillespie, Oscar Peterson e Lester Young, entre outros.

Depois de seu tempo na Suécia, Rita e Wessel retornaram à Holanda. Nesse retorno, Rita registrou a interpretação de "My Funny Valentine", sendo elogiada e gerando oportunidade em sua terra natal. O produtor de discos George Avakian, da gravadora Columbia, que a ouviu cantar no clube Sheherezade, convidou-a para visitar os Estados Unidos. Ela aceitou de bom grado o convite e, em 1956, foi para Nova York por conta própria.

Em Nova York, ela gravou a metade de um álbum com Art Blakey & The Jazz Messengers. “The Cool Voice of Rita Reys features Horace Silver, Hank Mobley e Donald Byrd”. Alguns desses músicos realizaram uma série de shows com ela no renomado Village Vanguard em Greenwich Village, em Nova York.

Rita retornou para a América um ano depois, onde mais uma vez se apresentou no Village Vanguard, com o grupo Chico Hamilton. Ela também tocou com alguns outros grandes nomes, incluindo Oscar Pettiford, Zoot Sims e Clark Terry.

Posteriormente, ela foi para Toronto, Canadá para atuar no “Town Tavern”. Depois disso, voltou a Nova York, onde se apresentou com Herbie Mann e Oscar Pettiford. Nesse período, realizou gravações para o selo Alvorada, com Milt Hinton no baixo, Osie Johnson e Mat Matthews no acordeon.

Após essa passagem pela América, retornou à Holanda e sofreu uma perda pessoal, a morte do seu marido Wessel, em um acidente de esqui aquático. Após esse contratempo, se apresentou nos palcos da Alemanha, onde trabalhou com Kurt Edelhagen e Bengt Hallberg, e na França, com Lester Young.

Nos anos seguintes, Rita gravou vários discos com a orquestra Rogier van Otterloo. Suas versões de canções de Burt Bacharach e Michel Legrand - incluindo interpretações de Make It Easy On Yourself e Once Upon A Summertime, levando a receber o prêmio Edison Oeuvre Award e disco de ouro. Mais tarde, ela gravou o repertório de George Gershwin e Antonio Carlos Jobim, com a mesma orquestra.

Na década de 1980, Rita voltou ao clássico American Songbook Jazz, gravando discos como “Memories Of You”, com a orquestra Lex Jasper. Em 1985, Rita foi diagnosticada com câncer de mama, mas fez uma recuperação rápida e completa. Após delicado tratamento médico e tendo já se recuperado, ela fez uma performance com ingressos esgotados no Concertgebouw de Amsterdan, que estabeleceu o seu regresso ao palco.

Em 1986, Rita gravou um álbum de Natal, chamado “Have Yourself A Merry Little Christmas”, com Pim Jacobs Trio e a Metropole Orchestra, conduzida por Rogier van Otterloo. Seria seu último álbum com Rogier, já que veio a falecer dois anos depois. Nesse mesmo ano, Rita tinha sido indicada para o prêmio “Bird Award”, mas que só veio a receber em 1991, no North Sea Jazz Festival. Simultaneamente recebeu um da American Songbook Award.

Em 1992, ela lançou dois álbuns duplos, denominados “Rita Reys, The American Songbook, Volumes 1 & 2”. Estes seriam os últimos álbuns que ela gravou com Pim Jacobs, que estava com câncer. Como resultado, a turnê que comemoraria o 70º aniversário de Rita foi cancelado. Jacobs Pim morreu no dia 03 de julho de 1996, com 61 anos de idade.

Em 2004, gravou um novo álbum, o “Beautiful Love”, juntamente com Pedro Beets (piano), Ruud Jacobs (baixo) e Martijn van Iterson (guitarra), ela gravou 14 faixas inéditas, homenageando seu antigo companheiro Pim Jacobs. Dois anos mais tarde, ela foi a primeira mulher artista de jazz holandês a ser homenageada com o Prêmio Edison Award, depois de Tony Bennett, Herbie Hancock, e Toots Thielemans.

Em 2009, Rita Reys recebe uma ovação de pé no Amsterdam Concertgebouw, no dia 17 de dezembro de 2009. Já com carreira consolidada, realizou nova participação no North Sea Jazz Festival, desta vez acompanhada do músico Lex Jasper. Nesse período, com shows regulares, voltou a gravar um álbum, denominado “Loss of Love”, cantando Henry Mancini.


A fim de celebrar o seu 75º aniversário, ela gravou “The Lady Strikes Again, com o Lex Jasper Trio, a Cor Bakker Trio e Rosenberg Trio. Em 28 de julho de 2013, Rita Reys morreu com a idade de 88 anos, em Breukelen, nos Países Baixos. Além de ganhar inúmeros prêmios musicais, gravou 44 álbuns em diversos formatos e um dvd.

O álbum desta postagem foi lançado no Brasil em 1983, pela gravadora Polygram, com selo (label) Atlas. Porém, sua primeira edição ocorreu na Holanda, em 1981, pela gravadora Philips, com o título "Rita Reys Sings Antonio Carlos Jobim", pela série "Music For The Millions". A seguir as canções que compõem o disco:


Track List
=============================
01. How Insensitive (Insensatez);
02. Dindi;
03. Só danço o samba;
04. Once I loved (O Amor em paz);
05. Quiet night of quiet stars;
06. This happy madness (Estrada Branca);
07. Triste;
08. Song of the Sabiá;
09. Meditation (Meditação);
10. Once again (Outra vez).




 Capa (Front) Edição Brasil - Selo Atlas - 1983





ContraCapa (Back Cover) Edição Brasil - Selo Atlas - 1983




Label Edição Brasil - Selo Atlas - 1983




Capa (Front) Edição Brasil - Selo Philips - 1981




ContraCapa (Back Cover) Edição Brasil - Selo Philips - 1981




 Label Edição Brasil - Selo Philips - 1981



 Rita Reys - Amsterdam Concertgebouw




 Rita Reys (21/Dez/1924 - 28/Jul/2013+) 




Antonio Carlos Jobim

Links:







Nenhum comentário:

Postar um comentário