2017

2017

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

TRIBUTE THE BEATLES - BLOG LAPLAYABEATLES

Para quem não conhece o nosso outro blog, LaPlayaBeatles, segue o acesso para as duas recentes postagens, tributos aos Beatels, das cantoras Kelly Smith e Helen Merril. 

Vale a pena conhecer e ouvir essas preciosidades lançadas respectivamente em 1964 e 1970.



KELLY SMITH < (Clique aqui)





HELEN MERRIL < (clique aqui)



BRAZILIAN BOYS - ANTOLOGIA - 1964 A 1966 - REPOST

A pedido, reapresentamos a postagem da banda mineira Brazilian Boys, da cidade de Belo Horizonte, que se destacou pelos solos de sax e guitarra. Infelizmente não obtive muita informação a respeito da carreira do grupo.

Segundo o livro de Laercio Pacheco Martins, intitulado "O Rock and Roll: origem, mitos e o rock instrumental no Brasil e em outros países" e comentário do Carlos Eduardo Montmorency, que era o guitarrista, a banda era formada por Chicão (sax), Celso (guitarra solo), Tião (bateria), Wianney (baixo) e Carlos (guitarra-base), tendo gravado três compactos pelas gravadoras Paladium e Chantecler, no período de 1964 a 1966.
Já o livro de Marcelo Dolabela faz menção de uma banda The Brazilian Boys, que atuou nos anos 1970. Pela formação que era mencionado, não acredito ser a mesma banda. Essa dúvida foi esclarecida pelo amigo Paulo Castelo Branco, que em 16/maio/2013, nos confirmou que eram bandas distintas. A banda The Brazilian Boys, por sua vez era carioca e o tecladista era Guilherme Lara. Além disso, não há mais informação a respeito.
Assim, para compartilhar com os amigos do blog, preparamos a compilação dessa discografia, com as seguintes músicas:
1. I'm down;
2. Letkiss jenka;
3. Mountain song;
4. Home of range;
5. Para Elise;
6. Twomp;
7. Motorbiene;
8. Because they're Young;
9. Help;
10. Dá-me um beijo amor;
11. Meu único amor;
12. Terás sempre o meu amor.

Agradecimentos:

Druca;
Paulo Castelo Branco;
Carlos Eduardo Montmorency, o Carlos, guitarrista da banda Brazilian Boys - email: cemontmorency@gmail.com



















Links:



MUSIKANTIGA - VOLUME 2 - 1968 - REPOST

Essa repostagem se refere a uma garimpagem pelas lojas de livros e discos seminovos realizada em janeiro de 2012, onde encontrei um Lp vinyl muito antigo de música barroca, que há muito tempo eu não ouvia e que procurava. 

Eu tive oportunidade de ouvir esse disco pela primeira vez, no início dos anos 1970, na casa de uma colega e amiga de escola do ensino médio, quando realizávamos atividades escolares extra classe. O disco me traz boas e tristes recordações, pois essa colega faleceu prematuramente de problemas do coração.

Assim achei interessante compartilhá-los com todos os amigos que acessem o blog. Esse disco é interessantíssimo e muito bem elaborado. É o Musikantiga de São Paulo, que era um conjunto de Câmara-Quartetos (Cravo-Corda-Sopro).

O disco apresenta obras instrumentais de músicas do século 17 a 18, em estilo clássico e barroco, utilizando instrumentos antigos. Há pouca informação disponível quanto a forma como foi produzido o disco e dos seus respectivos integrantes que o realizaram.

O volume 2 foi inicialmente  lançado em Long Play, em 1968, pela gravadora Rosenblit, como produção de Roberto Corte Real e posteriormente relançado com capa verde, pela gravadora "Discos Marcos Pereira". Também saiu em CD, porém com tiragem muito limitada. 

A formação do Musikantiga era composto dos seguintes integrantes:
 
Ricardo Kanji (flautas doces, krummhorn, rauschpleife, corneto), 
Milton Kanji (flautas doces, krummhorn),
Sandino Hohagen (flautas doces, kortholt),
Roberto Bumagny (flautas doces,  krummhorn),
Abel Santos Varagas (flautas doces,  krummhorn),
Dalton de Luca (violas de gamba soprano e baixo),
Fernando Tancredi (fagote),
Beatriz Ferreira Leite (cravo),
Claudio Stephan (percussão)
Artistas convidados para o volume 2: Salvador Masano (oboé), Alejandro Ramirez (violino), Jorge Salim (violino) e Ernesto de Luca (percussão).

Como informação complementar, após a postagem original, cedida pelos amigos do blog (Maria Inês e amigos), o Musikantiga foi fundado pelo flautista Ricardo Kanji. Ele foi professor de flauta no Conservatório de Haia, na Holanda, por 25 anos. Após retorno ao Brasil, atua como professor da Emesp (ULM), no Núcleo de Música Antiga.

O disco contém as seguintes músicas:
1. Courtly masquing ayres (árias dos reais bailes de máscaras 3 danças - 1640); 
2. Ricercare del 12º tono; 
3. Recercada setima; 
4. Canzon A5; 
5. Seis danças; 
6. Reigentanze; 
7. Concerto en la menor para flauta doce; 
8. Triosonata en la menor para flauta doce.











Contracapa versão Cd





Links:

LOS TROPICANOS - 1979 - REPOST

Conforme pedido, reapresentamos o álbum Los Tropicanos - 1979, postado em 23/fev/2014. 

Ressaltamos que essa orquestra foi criada em estúdio, sendo idealizada basicamente para lançar sucessos em formato instrumental, que fossem comerciais e que possibilitasse o aumento do faturamento da gravadora. Esse procedimento era comum entre as gravadoras e por trás dos diversos pseudônimos criados, estavam músicos, artistas e até integrantes das bandas dessas gravadoras. 

Normalmente essas edições, eram compostas por seleções de canções nacionais e internacionais, destacando-se principalmente os sucessos do momento.

O álbum foi lançado no Brasil, em 1979, pela gravadora EMI/Odeon, com o selo (label) Coronado, diferentemente dos álbuns anteriores que tinham o selo Parlophone. 

Além da seleção musical, o grande destaque do álbum é a modelo constante na capa. Dessa raridade, contemplada pelo blog LaPlayaMusic na internet, podemos apreciar as seguintes músicas:

1. Last train to London;
2. Vazio;
3. Guarde nos olhos;
4. Lead on me;
5. Sob medida;
6. Paris at 21;
7. Rise;
8. Café da manhã;
9. Marron glacê;
10. Reunited;
11. Folhetim;
12. Meu drama.




RAIO X - PLAYING VENTURES & SHADOWS HITS - 1989 - REPOST

A banda brasileira instrumental RAIO X foi formada em São Paulo para a gravação de um único disco em tributo a The Ventures e The Shadows. Eram ex-músicos da banda sessentista The Sparks, com destaque para o guitarrista solo Emílio Russo (Ex-The Lions).

O disco foi muito apreciado pelos amantes desse estilo e contava com a produção de Paulo Sérgio Ribeiro e contou com os seguints músicos: Emílio Russo (guitarra solo), Dorian Russo (guitarra base), Paulo Sérgio Ribeiro (guitarra base), Pedro Luís Correia (contrabaixo), Edson Della Monica (bateria) e com a participação especial de Marco Antonio Passato (sintetizadores).

Foi lançado no Brasil, em 1989, pelo label Phonodisc, contendo as seguintes músicas:

1. The house of the rising sun; 
2. Them for young lovers; 
3. Sleepwalk; 
4. Apache; 
5. O milionário (The millionaire); 
6. Trombone; 
7. La comparsa; 
8. Ronny boy; 
9. Let's go; 
10. Only the young's; 
11. Stick shift; 
12. The call of the faraway hills.












Links:

RAIO X


PLAYING VENTURES & THE SHADOWS


terça-feira, 4 de outubro de 2016

SÓ SUCESSOS ODEON - VOLUME 8 - 1971 - REPOST

A pedido do amigo Williams, reapresentamos o álbum "Só Sucessos - Volume 8", postado em 16/10/2011. Por sinal, essa postagem foi uma das primeiras do blog, que está fazendo 5 anos de existência.

Nas décadas de 1960 e 1970 eram comuns nas grandes gravadoras o lançamento de discos com coletâneas dos lançamentos da época. Isso era uma forma de divulgação dos compactos simples, duplos e LP's (Long Playing) que elas lançavam. 

Nem todas as músicas caiam no gosto popular e muitas não conseguiam subir as paradas de sucesso. Para o ouvinte, valia a pena conhecer o disco, em decorrência da diversidade de canções e estilos. Isso era uma oportunidade para se conhecer um pouco de cada coisa.

Cada gravadora tinha a sua série de coletâneas. A gravadora "CBS", atual "Sony", tinha a série "As 14 Mais", a gravadora Copacabana tinha "As 14 Maiorais", a gravadora RGE "Os 14 Sucessos de Ouro" e a "Odeon-EMI" tinha a série "Só Sucessos".

Esta compilação "Só Sucessos Volume 8", foi lançada em 1971 e contém músicas e interpretações  interessantes, como por exemplo a música Jesus Cristo de Roberto Carlos, interpretada  pela excelente cantora Cláudia. 

Além dela, contém interpretações de Simonal, Clara Nunes, Agostinho dos Santos, Taiguara, Trio Esperança, Eliana Pitman, Altemar Dutra, Evinha, Paulo Diniz, Eduardo Araujo, Silvio César e Marcelo Costa. Vale a pena ouvir e viajar no tempo.

As músicas do disco são:


1. Jesus Cristo (Claudia); 
2. Na tonga da mironga do kabulete (Wilson Simonal); 
3. Festa para um rei negro (Clara Nunes); 
4. Madalena (Agostinho dos Santos); 
5. Geração 70 (Taiguara); 
6. Meu bom deus (Trio Esperança); 
7. Maria Joana (Eliana Pitmann); 
8. Bloco da solidão (Altemar Dutra); 
9. Salve, salve (Eva); 
10. Piri-piri (Paulo Diniz); 
11. Ave maria no morro (Eduardo Araujo); 
12. A minha prece de amor (Silvio Cesar); 
13. Carta de amor (Marcelo Costa); 
14. Eu te amo meu Brasil (Trio Esperança).



















Links: