2017

2017

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

GILBERT O'SULLIVAN - ALONE AGAIN E OUTROS SUCESSOS DE (1975)

Nesta postagem, apresentamos o álbum do cantor irlandes Gilbert O'Sullivan, intitulado "Alone Again e Outros Sucessos de", que foi lançado no Brasil em 1975, pela gravadora CID - Companhia Industrial de Discos, com o selo Fama. 

Gilbert O’Sullivan (Raymond Edward O'Sullivan) nasceu no dia 01 dezembro de 1946 em Waterford, na Irlanda. Seu pai trabalhava em um frigorífico de carnes, enquanto sua mãe tinha uma confeitaria. Quando tinha 7 de idade a família muda-se para Swindon, na Inglaterra, aonde nasce o seu interesse por música e por boxe amador.

Musicalmente, ele começou com a guitarra e avançou para o piano. Seu objetivo inicial era ser um designer gráfico e em 1963 foi aceito no Swindon Art College. Durante a vida estudantil no Swindon Art College ele tocou bateria no seu primeiro grupo The Doodles e em seguida mudou para uma outra banda denominada de The Prefects.

Foi durante a faculdade que ele conheceu Rick Davies, que mais tarde foi membro do Supertramp. Enquanto estava na faculdade, ele começou a compor músicas e enviou várias fitas demo, que sempre foram devolvidas fechadas.

A primeira música que ele se lembra de ter composto foi Ready steady miss. Depois que terminou a faculdade, mudou-se para Londres, em 1967, para tentar promover sua carreira musical e trabalhava como vendedor na loja de departamentos C&A na Oxford Street, aonde conheceu Mike Ward que também trabalhava na C&A e já tinha um contrato com a CBS.

Um dia, junto com Mike Ward, foi visitar os estúdios da gravadora e teve a oportunidade de demonstrar uma de suas fitas demo aos executivos da CBS. Gilbert assinou um contrato de 5 anos com a CBS para entregar apenas uma música/ano para a gravadora e em 1967 ele lançou um compacto duplo com as músicas Disappear e You e em 1968 um outro compacto duplo foi lançado com as músicas You e What can I do.

Mas ele sentia-se frustrado pois não podia participar da produção e arranjo musical de seus trabalhos. Durante o período de 1967 a 1969 ficou tentando decolar a sua carreira musical e teve a oportunidade de ter a sua música You incluída em um disco do grupo “The Tremeloes”.

Em virtude disso, chamou a atenção do DJ John Peel da BBC, que lhe deu uma vaga no seu programa de rádio Top Gear, mas foram chances que nada acrescentaram a sua carreira musical. Gilbert passou então a procurar outra gravadora e outro empresário musical, criou um estilo próprio batizado de "Bisto Kid" - terno de flanela cinza, boina, gravata menino de escola, meias e chuteiras de futebol americano.

Enviou algumas fitas demo para Gordon Mills, um ex-cantor pop e um compositor de renome, que liderou com sucesso a carreira de Tom Jones e Engelbert Humperdinck. Gordon Mills reconheceu algo único no jovem irlandês e aceitou ser seu empresário e firmou um contrato de compositor com Gilbert.

Além de produtor musical Gordon Mills tornou-se um grande amigo e uma espécie de irmão mais velho e através da gravadora MAM Records, fundada por ele, a música Nothing rhymed atingiu o Top 10 da Inglaterra, tornando-se o seu primeiro grande sucesso musical. Em seguida vieram outros sucessos: Himself (1971), Back to front (1972), I'm a writer not a fighter (1973) and a stranger in my own back yard (1974).

Mas foi com as canções Clair- composta em homenagem a filhinha de Gordon Mills – quanto Get Down atingem o topo das Paradas de Músicas Pops da Inglaterra. Na sequência, Alone again (Naturally), o seu megasucesso que se manteve durante seis semanas consecutivas no top das paradas nos EUA e vendeu 2 milhões de cópias no ano de 1972.

O auge de sua carreira aconteceu entre 1972 e 1973 quando recebeu diversos prêmios como melhor cantor e compositor do ano, mas assim como ascendeu meteoricamente, a sua carreira também sofreu um rápido declínio. Apesar de não constar mais na mídia, ele continua compondo e gravando profissionalmente e o seu último trabalho foi um disco chamado Gilbertville que foi lançado simultaneamente no Japão e na Europa no dia 31 de Janeiro de 2011.

O álbum desta postagem contém as seguintes canções:

1. Alone again (Naturally);
2. Nothing rhimed;
3. Clair;
4. Out of the question;
5. Get down;
6. Where peacefull waters flow;
7. Why oh why oh why;
8. Happiness is me and you.
9. Matrimony;
10. Oh baby;
11. Not in a million years;
12. Thunder and ligthenning.






































Links:





4 comentários:

  1. Os discos do Gilbert estão raríssimos aqui no Brasil, a CID encerrou-se e nada dos discos dele, nem CDs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Geraldo
      Você tem toda a razão. Mas, mas aguarde, pois postarei um outro album do Gilbert O'Sullivan, intitulado "I'm A Writer, Not A Fighter", lançado em Lp no Brasil, em 1973, pela Odeon, incluindo bônus de compactos.
      Hedson

      Excluir
  2. Geraldo
    No entanto, você pode encontrar com facilidade os discos da grande ANITTA, do BELO, do THIAGUINHO e das grandes duplas sertanejas que pululam por aí ...
    É MELHOR JAIR SE ACOSTUMANDO !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e falavam mal da Jovem Guarda e da MBP (Música Brasileira Popular), que de maneira pejorativa e cruel, intitularam de "brega", lançada nos anos 1970 e 1980, que em suas letras enaltecia o romantismo e as relações do cotidiano da população.
      Essa musica da atualidade é muito pior, pois rebaixa a mulher, fazem apologias a bebidas, farras e outras coisas mais.
      Para compensar, nós temos inumeros blogs que resgatam as coisas boas da MPB e MBP, que ocorreram de 1950 a 2000.
      Hedson LaPlaya

      Excluir