2017

2017

quarta-feira, 25 de abril de 2018

BOB FLEMING - BOB FLEMING (1961)

O nome artístico de Bob Fleming não expressa um músico, mas um personagem, talvez o mais conhecido entre todos os grupos instrumentais e orquestras denominadas por meio de pseudônimos. 

Essa orquestra foi criada em 1958, pelo produtor Nilo Sérgio, diretor da gravadora Musidisc e produziu mais de 20 álbuns, todos com vendagem expressiva e apreciado até a atualidade.

Nilo Sérgio tinha a liberdade de selecionar e contratar o músico que interpretaria Bob Fleming. Foram vários músicos que participaram desse projeto. No entanto, dois deles foram destaques ao longo dos lançamentos, sendo Moacyr Silva, responsável pela gravação dos três primeiros discos e Zito Righi, que provavelmente gravou todos os outros discos do Bob Fleming.

A motivação era claramente comercial, pois era a forma de concorrer com os lançamentos estrangeiros, que culturalmente tinham maior receptividade do público. O repertório era de canções internacionais, boleros e sucessos do hit parade da época. Todos os discos estão fora de catálogo e ainda nos dias de hoje são disputados por colecionadores.

Nesta postagem apresentamos mais um raro e excelente álbum lançado em 1961, com o título de “Bob Fleming”, lançado pela gravadora Musidisc. Neste disco o saxofonista é Moacyr Silva. As músicas que compõem esse disco são as seguintes:

1. O nosso amor / Fechei a porta;
2. É luxo só / Teleco teco nº2;
3. Meditação / Cheiro de saudade;
4. A noite do meu bem / Fim de caso;
5. Ideias erradas / E daí;
6. Mundo mau / Hô ba lá lá;
7. Rio de janeiro / Cidade maravilhosa;
8. Dizem por aí / O amor e a rosa;
9. Se acaso você chegasse / Agora a cinza;
10. Chora tua tristeza / Ri;
11. Carinho e amor / Menina moça;
12. O nosso olhar / Exemplo.




















Links:







Nenhum comentário:

Postar um comentário