quinta-feira, 21 de outubro de 2021

FLASH BAND - BEATLES & HITS COLLECTION - OLD TIMES GOOD TIMES MEDLEY (1981)

Para quem se lembra do saudoso blog JbPimentel, que se dedicava exclusivamente a postar tributos aos Beatles, apresento uma de suas postagens. Trata-se do álbum do grupo Flash Band, intitulado "Beatles & Hits Collection - Old Times Good Times Medley", lançado no Brasil, em 1981, pela gravadora Som, com o selo Building, com produção do DJ Mister Sam.

A seguir as músicas que constam na seleção do disco da postagem:

1. Medley pop rock:

Old times good times;
Listen to the music;
Any time at all;
It don't come easy;
Thank you girl;
There's kind of hush;
I'll follow the sun;
Bus stop;
No milk today;
Have you ever seen the rain;
I need you;
You won't see me;
No matter what;
Please please me;
It won't be long;
Yellow river;
I've been hurt;
I'm so happy;
Venus;
California dreamin';
I'm happy jsut to dance with you;
A hard day's night;
Got to get you into my life; 
Good day sunshine;
I want to hold your hand;
Do you love me;
Twist and shout;
La bamba;
Proud Mary;
When I get home;
Eleanor rigby;
Please mr. postaman.
Ob-la-di, ob-la-da;
Baby come back;
Satisfaction;
Pretty woman;
Aquarius;

2.  Special Medley The Beatles:

I fell fine;
I'm looking through you;
She's a woman;
I'm a loser;
I'll cry instead;
You like me too much;
Another girl;
Don't brother me;
Can't buy me love;
Run for your life;
The night before;
She loves you;
Help;

 3. Rock Medley:

Boys;
Dizzy miss Lizzie;
Hold me tight;
Day tripper;
Little child;
I saw her standing there;

4. Old time good times.











Links:

FLASH BAND - BEATLES & HITS COLLECTION - OLD TIMES GOOD TIMES MEDLEY


SOM / BUILDING - BRASIL 1981

 

 

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

DARIO LOPES - AS MÚSICAS DE HENRY MANCINI EM BOSSA NOVA (1999)

Há dias atrás postei uma coletânea do maestro Henry Mancini. Aproveitando esse fato, apresento nesta postagem um tributo das músicas dele, em estilo Bossa Nova. 

O álbum intitulado "As Musicas de Henry Mancini em Bossa Nova", foi lançado no Brasil, 1999, pela gravadora CID - Companhia Industrial de Discos, com a interpretação e arranjos do músico guitarrista Dario Lopes. A produção artística musical coube a Durval Ferreira. 

Posteriormente, em 2014, esse mesmo disco teve uma edição remasterizada pela gravadora Discmedi, que foi lançada na Espanha. No entanto, infelizmente, não há referência na capa e contra capa, do músico que interpreta as músicas desse disco.  

Dario Lopes atuou como guitarrista na antiga TV Tupi, nos programas "A Grande Chance" e "Um Instante Maestro", ambos apresentados por Flávio Cavalcanti, no "AP Show", de Aérton Perlingeiro e "Embalo", com o maestro Erlon Chaves, além de diversos humorísticos da emissora. 

Também atuou no programa "Buzina do Chacrinha" e em outros musicais da TV Excelsior. Em 1968, foi contratado pela TV Globo, trabalhando durante 10 anos como músico e 22 anos como maestro e produtor musical.

Compôs mais de mil obras para a emissora, entre temas incidentais e vinhetas, tendo sido responsável por programas, tais como, "Roberto Carlos Especial (5 edições)", "Saudade não tem Idade", "A Festa é Nossa", "Balança mais não cai", "Brasil 79", com Bibi Ferreira, "Nelson Gonçalves Especial", "Fantástico (durante 4 anos)", "Chico Anysio Show (durante 12 anos)", "Os Trapalhões (durante 8 anos)", "Video Show (durante 10 anos)" e "A Turma do Didi".

Na teledramaturgia, participou da minissérie "A, E, I, O Urca", da novela "Maria Maria" e do primeiro "Caso Especial a cores", o episódio "O caminho das pedras".

Como guitarrista e arranjador, atuou em gravações de discos de diversos artistas brasileiros. Foi integrante de várias orquestras, tais como as de Ed Maciel, Peter Thomas e Waldyr Calmon.

Seu primeiro álbum foi lançado em 1968 e se intitulava "Guitarra Em Nova Dimensão".  Em 1997, lançou o álbum "Dario Lopes - Soft Guitar. Em 1999, gravou obras de Ary Barroso, Henry Mancini e Lupicínio Rodrigues, para a série "Som Ambiente", da gravadora CID.

A interpretação do disco da postagem deu um toque brasileiro para as composições de Henry Mancini, fato que já tinha sido realizado pelo maestro Waltel Branco, quando gravou o álbum "Mancini Também é Samba", em 1966. 

A seguir, as músicas que compõem a seleção deste disco;

01.  Champanhe and quail;
02. Charade;
03. Days of wine and roses;
04. Royal blue;
05. Megeve;
06. Moon river;
07. Sally's tomato;
08. Breakfast at Tiffany's;
09. Night side;
10. Latin snowfall;
11. Mr. Lucky;
12. Dreamsville.




Capa (Front) - Edição Brasil - CID 1999







Contra Capa (Back Cover) - Edição Brasil - CID 1999






Selo (Label) - Edição Brasil - CID 1999






Capa (Front) - Edição Espanha - Discmedi 2014






Contra Capa (Back Cover) - Edição Espanha - Discmedi 2014




Links:

terça-feira, 19 de outubro de 2021

ORQUESTRA ROMÂNTICOS DE CUBA - NO CINEMA (EP 1974)

Na última vez que estive em uma loja de discos usados, encontrei o compacto duplo, que estou postando hoje,  da Orquestra Românticos de Cuba, intitulado "No Cinema", lançado no Brasil, em 1974, pela gravadora Musidisc.

Para mais informações sobre a Orquestra Românticos de Cuba, sugiro que verifique as nossas postagens antigas, onde comentamos um pouco sobre essa orquestra e o seu maestro arranjador. 

As 4 músicas da seleção deste vinil compacto estão contidas no Lp de mesmo nome, que já foi postado aqui no blog, a seguir listadas:

Lado A:
01. Antonio e Cleopatra / Cezar e Cleopatra;
02. More (Mundo Cão) / Al-di-lá (O Candelabro Italiano);

Lado B:
03. Lawrence Of Arabia / Phaedra (Profanação);
04. Follow me (O Grande Motim) / How The West Was Won (A Conquista do Oeste).
 












Links:

ORQUESTRA ROMÂNTICOS DE CUBA - NO CINEMA (FLAC)


MUSIDISC - BRASIL 1974


segunda-feira, 18 de outubro de 2021

ORQUESTRA BRASILEIRA DE ESPETÁCULOS - MY SELECTION (2012)

Atendendo a vários pedidos, reapresento uma compilação que realizei em dezembro de 2011, da Orquestra Brasileira de Espetáculos

Durante quase uma década, entre 1967 a 1975, essa orquestra, formada por músicos de estúdio da gravadora CBS / Columbia, lançava para cada novo disco de Roberto Carlos, uma versão instrumental, com as mesmas músicas do Rei, com arranjos com predominância em cordas.

Há quem diga que esses arranjos, em algumas gravações são as mesmas dos discos do cantor Roberto Carlos, apenas com a retirada de sua voz e em substituição a colocação de cordas e metais. Outro fato interessante é que nunca se soube quem eram os músicos que acompanhavam a Orquestra Brasileira de Espetáculos. Fica o desafio para pesquisarmos sobre esses nomes...

Nesta coletânea, exclusiva do blog LaPlayaMusic, denominada "My Selection", apresenta os seus grandes sucessos do período de 1967 a 1975, em ordem não cronológica, acrescida de duas faixas bônus. 

A seguir, a lista das músicas que compõem o álbum desta postagem:

01. Detalhes (1971);
02. Quando (1968);
03. Sentado a beira do caminho (1969);
04. Quero que vá tudo pro inferno (1967);
05. Além do horizonte (1975);
06. A distância (1972);
07. Amada, amante (1971);
08. A montanha (1972);
09. O homem (1973);
10. Como é grande o meu amor por você (1968);
11. Se você pensa (1969);
12. O portão (1974);
13. Debaixo dos caracóis dos seus cabelos (1971);
14. O show já terminou (1973)

Bônus:
15. As flores do jardim de nossa casa (1969);
16. A namorada (1971).

















Links:





domingo, 17 de outubro de 2021

HENRY MANCINI - ALL TIME GREATEST HITS (1994)

Acabei de ouvir essa ótima compilação de músicas de Henry Mancini e me impressionou pela qualidade dos arranjos. Assim, aproveitei par postá-la. O álbum da postagem, intitulado "All Time Greatest Hits" foi lançado no Brasil, em 1994, pela gravadora BMG Ariola, com o selo RCA.

O compositor, pianista e arranjador Henry Mancini (Enrico Nicola Mancini), nasceu em Cleveland, EUA, no dia 16 de abril de 1924 e morreu em Beverly Hills, no dia 14 de junho de 1994. 

Foi dono de um apuro estético muito sofisticado no arranjo de suas músicas e tendo sido melodista excepcional, é melhor lembrado como sendo um dos mais conhecidos compositores de trilhas sonoras para a televisão e cinema, ganhando um número considerável de prêmios Grammy.

Entre os ínúmeros músicos que tocaram na Henry Mancini & His Orchestra figuraram o violinista brasileiro Laurindo de Almeida e trompetistas como o americano Pete Candoli. A orquestra de Henry Mancini, na gravadora RCA Victor, gravou mais de 90 álbuns, muitos deles tiveram a produção fonográfica de Joe Reisman.

Entre os anos de 1972 e 1973, Macini tinha o próprio programa semanal de variedades e música na TV americana, intitulado "The Mancini Generation", com seus 40 músicos, sendo que cada programa tinha duração de 30 minutos.

Henry Mancini compôs trilha sonora para mais de 80 filmes, ganhou 4 Oscars da Academia de Hollywood, 2 Prêmios Emmy (O Oscar da TV Americana) e 20 Grammys, o prêmio máximo da indústria fonográfica. 

As composições pelas quais Henry Mancini é mais conhecido incluem as canções Moon river (a canção tema do filme "Breakfast at Tiffany's - Bonequinha de Luxo", de 1961, que foi dirigido por Blake Edwards, A pantera cor de rosa (Blake Edwards) e Charada, de 1963, direção de Stanley Donen, bem como o tema do famoso "Pássaros Feridos", minisérie de 1983, exibida no Brasil, pela SBT TV, em 1985.

Em minha opinião, eu coloco Henry Mancini no panteão dos grandes compositores de trilhas sonoras, junto com Ennio Morricone, John Williams, John Barrry, Victor Young, Hugo Montenegro, entre outros.

A seleção de músicas da coletânea desta postagem é composta das seguintes canções:

01. Mr. Lucy;
02. Moon river;
03. Baby elephant walk;
04. Experiment in terror;
05. Days of wine and roses;
06. Charade;
07. The pink panther theme;
08. The sweet heasrt tree;
09. Theme from the great imposter;
10. A shot in the dark;
11. Love theme from Romeo and Juliet;
12. Two for the road (instrumental);
13. Theme from "Z";
14. Theme from Love Story;
15. Peter Gunn;

Bônus:

16. Tender is the night;
17. You'll never know;
18. When I look in your eyes;
19. Let it be me;
20. Midnight cowboy;
21. The shadow of your smile;
22. Till there was you;
23. Hawaii 5.0.























Links:

HENRY MANCINI - ALL TIME GREATEST HITS


BMG ARIOLA / RCA - BRASIL 1994


sexta-feira, 15 de outubro de 2021

EYDIE GORME & EL NUEVO MUNDO ORCHESTRA - LA GORME (1977)

Atendendo a pedido do amigo Juarez, apresento o álbum "La Gorme", da cantora Eydie Gorme e El Nuevo Mundo Orchestra, que foi lançado no Brasil, em 1977, pela gravadora Continental, com o selo Coco Records e Gala.

Eydie Gorme é o nome artístico de Edith Gormezano, que nasceu no Bronx, no dia 16 de agosto de 1928 e faleceu em Las Vegas, EUA, no dia 10 de agosto de 2013. Foi cantora de jazz e pop,  tendo se aventurado por vários gêneros latinos. Integrante da famosa dupla Steve & Eydie, participou de muitas gravações históricas ao lado do Trio Los Panchos. O sucesso da sua carreira ocorreu nas décadas de 1960 e 1970.

O primeiro grande sucesso mundial de Eydie, ocorreu em 1963, quando gravou Blame it on the bossa nova, e com essa canção ela passou a ser conhecida inclusive no Brasil, onde foi realizada a versão para o português gravada pelo Trio Esperança, com o título Ensinando a bossa nova

Ainda no anos 1960, Eydie consegue um sucesso considerável no mercado fonográfico, quando lançou alguns discos em espanhol, junto com os Trio Los Panchos. Com esses discos atingiu rapidamente o mercado latino, incluindo o Brasil, que sempre foi tão receptivo ao bolero e as músicas de língua espanhola.

Desde a década de 1970, o casal Steve & Eydie direcionaram todo seu trabalho quase que exclusivamente no repertório pop romântico americano, lançando vários discos de compositores famosos, autores dos clássicos que entraram para a história musical. 

A seleção do álbum "La Gorme", contido nesta postagem contém várias canções pop, interpretadas em espanhol, entre elas, duas canções brasileiras, sendo, Detalhes (Roberto e Erasmo Carlos" e Feelings (Morris Albert & Louis Gasté). A seguir a lista das músicas:

01. Tomame o de jame (Take me or leave me);
02. La plegaria de mi amor (Tonight I'll say a prayer);
03. Dime (Feeelings);
04. En esta soledad (It takes too long [I learn to live alone]);
05. Eres ty (Touch the wind);
06. Esta tarde vi llover (Yesterday I heard the rain);
07. Detalles (Detalhes);
08. De repente (Suddenly);
09. Quiereme mucho (Yours);
10. Va a doler (It's gonna hurt);
11. Sabras que te quiero (You know that I love you). 




Capa (Front) - Edição Brasil 1977





Contra Capa (Back Cover) - Edição Brasil 1977






Selo (Label) - Edição Brasil 1977






Selo (Label) - Edição Venezuela 1977






Eydie Gorme


Links:

EYDIE GORME & EL NUEVO MUNDO ORCHESTRA


CONTINENTAL / COCO RECORDS / GALLA - BRASIL 1977


quarta-feira, 13 de outubro de 2021

ROBLEDO - JUST IN TIME (1970)

Seguindo a postagem anterior, aproveito para apresentar mais um disco de orquestra. Desta vez, o álbum "Just In Time", da orquestra liderada por Antonio Rogelio Robledo, lançado no Brasil,  em 1970, pela gravadora RCA Victor.

O pianista, arranjador e compositor Robledo, nasceu  na cidade de Córdoba, Argentina, no dia 13 de junho de 1916 e faleceu em 02 de agosto de 1975.  Em 1937, mudou-se para Buenos Aires atuando no Trio Barry Moral. Posteriormente, integrou o quinteto de Oscar Alemán, gravando o álbum "Oscar Alemán Y Su Quinteto de Swing".

Imigrou ao Brasil em 1944 para atuar na Orquestra de Jorge Fazzoli, no Balneário Hotel de Santos. A partir dos anos 1950, atuou no grupo Robledo & Seu Conjunto. Foi amigo e parceiro do sambista Caco Velho. 

Com o o grupo Robledo & Seu Conjunto era requisitado por clubes e sociedades em diversas cidades do Brasil. participou de diversos programas de televisão em todas as emissoras brasileiras, entre eles, o programa "Noite de Gala", da TV Rio, de Murilo Neri.

Em 1957, recebeu o Prêmio Roquete Pinto, pela atuação de destaque no rádio e televisão brasileira. 

A seleção do álbum é composta por uma compilação de sucessos da época, a seguir listados:

01. Jean;
02. Yester-me, yester you, yesterday;
03. Abraham, Martin & John;
04. concerto d'autunno;
05. Lay lady lay;
06. I've been hurt;
07. My pledge of love;
08. Love's been good to me;
09. In a moment;
10. Love is all;
11. Sweet Caroline;
12. Just in time.


















Antonio Rogelio Robledo


Links:

ROBLEDO - JUST IN TIME


RCA VICTOR - BRASIL 1970


terça-feira, 12 de outubro de 2021

PAUL MAURIAT - BEST OF FRANCE (1988)

Após um longo intervalo, volto a apresentar um álbum da Orquestra de Paul Mauriat. Desta vez, trata-se do disco "Best Of France", com uma seleção de canções francesas, algumas delas consideradas clássicas.

O álbum da postagem foi lançado no Japão, em 1988, pela gravadora Phonogram, com o selo Philips.  

Nesta postagem, incluí um bônus de mais quatro canções, que são aderentes com a proposta do disco e que foram lançadas nos mesma época desse disco, listadas a seguir:

01. Comme d'habitude (My way);
02. Ne me quitte pas (If you go away);
03. Fascination;
04. Souls le ciel de Paris;
05. Les feuilles mortes (Autumn leaves);
06. La vie rose;
07. Et maintenant (What now my love);
08. Cerisiers roes et pommiers blancs;
09. Tous les visages de l'amour;
10. Parlez-moi d'amour;
11. La mer 

Bônus:
12. Les pecheurs de pearls (Pearl fishers);
13. Le piano sur la vague (The piano on the wave);
14. Toccata;
15. La chanson pour Anna (Song for Anna).












ContraCapa Lp (Back Cover) - Japan 1988






ContraCapa Cd (Back Cover) - Japan 1988













Capa K7 (Front) - 1988


Links: