2018

2018

terça-feira, 18 de setembro de 2018

FRANCK POURCEL - E SUA GRANDE ORQUESTRA E UM MUNDO DE MELODIAS - VOLUME 10 (1970) REPOST

Desta vez, reapresentamos o álbum Volume 10, da Orquestra de Franck Pourcel, lançada no Brasil em 1970, pela gravadora EMI / Odeon, incluindo melhorias no material de áudio e gráficos.

Esse mesmo volume, foi lançado posteriormente no Brasil com outra capa, que futuramente incluiremos na postagem.

O destaque do álbum, como sempre é a seleção com releituras próprias. Também há curiosidades, tais como, o título da faixa 7, In The Year 2525 e a última Love At First Sight, que se trata da famosa canção de Serge Gainsbourg, Je T'Aime Moi Non Plus, que  no entanto não é nominada em francês. Só fui saber quando a ouvi. 

As músicas que compõem essa seleção são as seguintes:

As músicas do disco são:
1. Midnight cowboy;
2. I'll never fall in love again;
3. La pioggia;
4. Quentin's theme;
5. The lonely season;
6. The day you came along;
7. In the year 2525;
8. The way it used to be;
9. Acqua di mare;
10. Love me tonight (Alla fine dela strada);
11. The world around us;
12. Love at first sight (Je t'aime moi non plus).

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

DOC AND PROHIBITION - SUPERMAN (EP 1973)

Nesta postagem, apresentamos um Compacto Simples (EP), do grupo Doc And Prohibition, contendo a música Superman, que fez parte da trilha sonora da primeira versão da novela "Selva de Pedra Internacional", de 1972. Em seguida ela teve uma releitura de Erlon Chaves e a Banda Veneno e uma versão com The Fevers.

Em 1973, este compacto fez muito sucesso na Italia e Espanha. Em 1974 foi lançado nos Estados Unidos pelo selo Laurie Records e na maioria dos países pelos selos Aztec, Boccacio, Satril e San Martin. No Brasil ele foi lançado em 1972, pela Companhia Industrial de Discos - CID, com o selo Square, sendo bem tocada nas rádios locais.

Infelizmente, não obtive informações sobre a banda ou a sua formação. Quem souber, por favor me informe.

Neste resgate, como bônus, incluímos a versão em português, interpretada pelo grupo The Fevers. As canções do compacto são as seguintes:

Lado A:
1- Superman;

Lado B:
2. Nothing is changed;

Bônus:
3- Superman (The Fevers).





 Capa (Front) Edição Espanha - 1973





 Contra Capa (Back Cover) Edição Espanha - 1973





Selo (Label) Edição Espanha - 1973






  Capa (Front) Edição Brasil - 1972 (Postada em 2009 no blog Só Musica)




Selo (Label) Edição Brasil - 1972





 Selo 2 (Label) Edição Brasil - 1972





  Capa (Front) Edição França - 1973




 Selo (Label) Edição França - 1973





  Capa (Front) Edição Italia - 1973





 Selo (Label) Edição Espanha - 1973





Selo (Label) Edição USA - 1974
Links:




sexta-feira, 14 de setembro de 2018

ANDY WILLIAMS - PRESENÇA DE (1983)

Reapresento com algumas inclusões de material gráfico, o álbum "Presença de", do cantor americano Andy Williams, que foi originalmente postado no blog Mr Five Music, em 2014 e que se encontra com o link interrompido. É uma pena que esse blog interrompeu as suas atividades, pois era um dos que eu apreciava muito.

Howard Andrew Williams, conhecido como Andy Williams, nasceu em Wall Lake, USA em 3 de dezembro de 1927 e morreu em Branson, USA, em 25 de setembro de 2012. Foi um dos mais famosos cantores americanos do estilo “Easy Listening”, tendo executados inúmeros sucessos, entre eles a canção tema do filme “Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany’s)”, com a canção Moon river.

Iniciou cantando na Igreja Presbiteriana local, depois formou um quarteto com seus irmãos e se apresentou no show de Bing Crosby, em 1944. Sua carreira solo começou em 1952 e emplacou sucessos, até se tornar um dos mais populares cantores do país na década de 1960.

Em 1961, casou com a cantora Claudine Longet, com quem teve três filhos, separando-se em 1969. Casou-se pela segunda vez em 1991 com Debbie Haas, indo morar na cidade de Branson, no Missouri e La Quinta, na Califórnia, numa casa de arquitetura que se destaca pela sua arte moderna.

Ganhou dezoito discos de ouro e três de platina, atrás apenas dos cantores Frank Sinatra, Elvis Presley e Johnny Mathis, sendo conhecido por combinar um bom gosto musical, uma técnica vocal e um carisma.

Teve a oportunidade de ter o seu próprio show de televisão, o “Andy Williams Show”, o mais popular da época e que venceu três prêmios Emmy, entre 1962 e 1971, ao lado de Julie Andrews, Ella Fitzgerald, Bobby Darin, Jerry Lewis, Bing Crosby, Judy Garland, Robert Goulet, Sammy Davis Jr., os irmãos Karen e Richard Carpenter, Tony Bennett, Dorival Caymmi, Marcos Valle (de quem gravou Summer samba (So nice) e O rosto que eu amo) e Antonio Carlos Jobim, que o considerava o melhor cantor americano de bossa nova.

Nos anos 1990 fundou seu próprio teatro, chamado “Moon River Theatre”, em Branson, Missouri. Gravou os álbuns de músicas natalinas, o que lhe valeu o título de Mr. Christmas, e realizou por sete anos seguidos na cerimônia do Grammy.

Faleceu em 25 de setembro de 2012, aos 84 anos, devido a complicações ocasionadas pela doença do câncer de bexiga.

O álbum da postagem, não contém data de lançamento, mas segundo o amigo Denys, o ano foi 1983. É impressionante o que as gravadoras faziam. Não eram capazes de indicar nem ao menos o ano do registro e muito menos informações adicionais. 

O disco foi lançado no Brasil, pela gravadora CBS e continhas uma seleção com as seguintes canções:

1. Days of wine and roses;
2. Tender is the night;
3. Moon river;
4. Hello Dolly;
5. Red roses for a blue lady;
6. So nice;
7. As time goes by;
8. The shadow of your smile;
9. Michelle;
10. Yesterday;
11. The very thought of you;
12. Pretty butterfly;
13. A man and a woman;
14. Born free;
15. Somewhere my love;
16. Stangers in the night;
17. Alfie;
18. Sunny;
19. What now my love;
20. The impossible dream;
21. Love is blue;
22. A time for us;
23. If I love again;
24. Mandy.

















Contra Capa (Back Cover) - Versão CD MrFive Music Blog




 Links:





quinta-feira, 13 de setembro de 2018

LALLY STOTT - CHIRPY CHIRPY, CHEEP CHEEP (EP 1971)

Nesta postagem, apresentamos a versão do compositor para a música Chirpy, chirpy,  cheep cheep, que foi grande sucesso nos anos 1970, da banda escocesa "Middle Of The Road". 

Estamos nos referindo ao talentoso compositor e músico britânico Harold Lally Stott, que nasceu em janeiro de 1945, Prescot, Merseyside e morreu precocemente em 6 de junho de 1977, Whiston, Merseyside, England.

A sua composição Chirpy chirpy, cheep cheep, foi sucesso número 1, no Reino Unido, em 1971, com a banda escocesa “Middle of the Road” e número 20 nos EUA para Mac e Katie Kissoon nesse mesmo ano.

A própria versão de Stott da música foi um sucesso na Itália, França e Holanda, foi para o número 1 na Austrália por uma semana e ficou no número 92 na Billboard Hot 100.
A música foi gravada em muitos idiomas, incluindo vietnamita, coreano, estoniano, espanhol e alemão. 

Ele lançou outros sucessos menores, tais como Jakaranda e Love is free, love is blind. Stott também escreveu My summer song, que foi gravado por Engelbert Humperdinck, Jerry Reed e Jigsaw.

Ele também co-escreveu Bottoms Up, Samson e Delilah, Sacramento, Tweedle Dee, Tweedle Dum e outras músicas para a banda “Middle of the Road”, todas alcançando o top 10 em vários países europeus entre 1971 e 1973.

Nos vários anos que passou na Itália, foi vocalista da banda britânica "The Motowns". Sob seu próprio nome, Stott lançou, com sucesso moderado, Good wishes, good kisses (a música tema de uma minissérie de TV) e Sweet meeny.

Lally Stott foi faleceu em um acidente de trânsito em 1977, enquanto andava em uma pequena bicicleta suburbana perto de sua cidade natal, Prescot. Ele está enterrado no cemitério de St Ann, Rainhill.

Fonte: Wikipedia, setembro 2018

Para resgatarmos esse músico, apresentamos um compacto simples, que foi lançado no Brasil, em 1971, pela gravadora Companhia Brasileira de Discos, posteriormente denominada Phonogram, pelo selo Philips. Incluímos mais uma faixa bônus.

Lado A: 
1. Chirpy chirpy, cheep cheep;

Lado B:
2. Henry James;

Bônus:
3. Love is free, love is blind.





































Links:






quarta-feira, 12 de setembro de 2018

HOT BUTTER - POP CORN (EP 1972)

No final do mês passado, apresentamos um compacto simples com a versão da música instrumental Pop corn, executada pelo grupo The PopCorn Makers. Desta vez, para efeito de comparação, resgatamos a versão original, que em minha opinião é a melhor, do grupo Hot Butler.

Hot Butter foi uma banda americana instrumental, de releituras de músicas conhecidas (covers), liderada pelo tecladista Stan Free. Os outros membros da banda eram Dave Mullaney, John Abbott, Bill Jerome, Steve Jerome e Danny Jordan.

Eles se notabilizaram pelo álbum instrumental eletrônico lançado em 1972, com a música Pop corn, executada no sintetizador Moog, originalmente gravada por seu compositor, Gershon Kingsley, em 1969.

A faixa se tornou um sucesso internacional, vendendo um milhão de cópias na França, 250 mil no Reino Unido e mais de 2,5 milhões em todo o mundo. Segundo consta na rede, o músico Stan Free tocou o sintetizador Moog, tendo mais dois tecladistas adicionais, dois percussionistas e um guitarrista.

O grupo lançou dois álbuns com predominância de covers, em formato Long Playing – Lp, denominados “Hot Butter (1972)” e “More Hot Butter (1973)”, pela Hallmark Records. Esses dois discos forma posteriormente compilados e lançados no formato Compact disc – CD, em 2000, pela gravadora Castle Music

Das gravações realizadas, as únicas faixas escritas pelos membros da banda foram At the movies e Tristana, por todos os membros da banda, exceto Free, e Space walk, de Dave Mullaney e seu irmão.

Nesta postagem, apresentamos o álbum de estréia da banda, “Pop Corn”, lançado em 1972, na Inglaterra, pela Hallmark Records, que já foi postado por outros blogs, porém incluímos um material de melhor qualidade, tanto sonora, quanto gráfico, com destaque para as capas de diversos compactos que foram lançados em várias partes do mundo. 

 As músicas instrumentais eletrônicas que fizeram parte deste primeiro álbum foram as seguintes:

1. Pop Corn;
2. Day by day;
3. Apache;
4. At the movies;
5. Tomatoes;
6. Pipeline;
7. Telstar;
8. Tristana;
9. Song of the Narobi trio;
10. Amazing grace.





 Capa (Front) - Edição England - 1972





 Contra Capa (Back Cover) - Edição England - 1972






 Contra Capa (Back Cover) - Edição Alternativa - 1972






Selo (Label) - Edição England - 1972






  Capa (Front) - Edição em CD - 2000

















Compactos EP's - Diversas Edições




 Selo (Label) - Edição USA - 1972 / 1986




 Selo (Label) - Edição Nova Zelândia - 1972




 Selo (Label) - Edição USA - 1972





Links:







segunda-feira, 10 de setembro de 2018

THE BABY PLAYERS - SELEÇÃO DE SUCESSOS (EP3 1967)

Nesta postagem, apresentamos um disco compacto duplo, da grupo instrumental / vocal carioca, chamado The Baby Players, que foi lançado em 1967, pela gravadora Op-Disc, pelo selo MiniSuper. Esse disco fazia parte de um pacote de 3 compactos duplos, sendo o compacto 3

Esse mesmo material foi lançado no mesmo ano, com o título de "The Baby Players - Barra Limpa". Para quem quiser, poderá buscar esse álbum no blog SintoniaMusikal, postado em novembro de 2015.

Esse grupo é um dos vários pseudônimos da banda The Fevers, tendo como vocalista o cantor Almir Bezerra.

As faixas que compõem o disco compacto 3 duplo são as seguintes:

Lado A:
1. Tema de lara;
2. Lar doce lar;

Lado B:
3. O Dolar furado;
4. O Balão vermelho.



















Links:








sábado, 8 de setembro de 2018

MODERNA NOSTALGIA BRASIL - VARIOS ARTISTAS (2000)

Acabei de ouvir uma compilação de Leonel Parede e Ronaldo Bastos, intitulada "Moderna Nostalgia Brasil", contendo canções da bossa nova, da década de 1960 e pela beleza da seleção e pela atualidade das músicas resolvi incluir no nosso blog. Tenho certeza, que para quem gosta desse estilo musical será uma grande pedida, pois só tem clássicos.

O disco foi lançado no Brasil, em 2000, pela gravadora Universal, com o selo Dubas Musica. A seleção do álbum é composta das seguintes canções:

1. Samba de verão (Doris Monteiro);
2. Rio (Lucio Alves);
3. Folha de papel (Sergio Ricardo);
4. Você (Dick Farney & Norma Bengell);
5. Samba de uma nota só (Os Cariocas);
6. Água de beber (Quarteto em Cy & Tamba Trio);
7. Canto de ossanha (Agostinho dos Santos);
8. O sol nascerá (Nara Leão);
9. Se você disser que sim (Elizeth Cardoso);
10. Se é tarde me perdoa (Carlos Lyra);
11. Fotografia (Sylvia Telles);
12. Eu e a brisa (Johnny Alf);
13. Dindi (Maysa);
14. Chove lá fora (Tito Madi).



























Links: