2019

2019

terça-feira, 3 de novembro de 2015

JOVEM GUARDA REMIX - 2001

Em comemoração aos 50 anos do movimento Jovem Guarda e para o amigo Carlos Santos, do blog  http://musicasdosanos60.blogspot.pt/, apresentamos um álbum mais contemporâneo, lançado no Brasil em 2001, pela gravadora Universal, com o selo (label) Polydor. 

Trata-se do disco "Jovem Guarda Remix", contendo faixas com três canções cada uma, compiladas com arranjos modernos dos sucessos daquela época, porém com artistas que vivenciaram aquele momento. A maioria das músicas são interpretadas pelos seus respectivos artistas daquela década. 

No entanto, neste álbum, há 7 canções que surgiram na fase de pré Jovem Guarda e não exatamente no movimento, tais como , Estúpido cupido, Banho de lua, Biquini de bolinha amarelinha, O ritmo da chuva, Diana, Lacinhos cor de rosa e Broto Legal. Outra curiosidade é a canção O calhambeque cantada por Caetano Veloso, artista que não pertenceu a Jovem Guarda e sim ao movimento Tropicália.

Certamente, nessa compilação a grande ausência é Roberto Carlos e suas canções. Acredito que isso não ocorreu  devido a questões contratuais de gravadoras, já que ele tem contrato com o selo CBS, enquanto que esta seleção pertence ao selo Polydor.

Espero que gostem dessa montagem. As canções remixadas do disco e seus respectivos intérpretes são as seguintes:

Faixa 1:
Estúpido cupido (Cleide Alves);
Banho de lua (Silvinha);
Biquíni de bolinha amarelinha (Ed Wilson)

Faixa 2:
Era um garoto que amava os Beatles e Rolling Stones (Os Incríveis);
Aí de mim (Golden Boys);
Veja se me esquece (Dori Edson);

Faixa 3:
Vá embora daqui (Marcos Roberto);
Esqueça (Golden Boys);
O caderninho (Erasmo Carlos);

Faixa 4:
A pobreza (Leno);
Última canção (Martinha);
Ternura (Wanderléia);

Faixa 5:
O ritmo da chuva (Leno);
Querida (Jerry Adriani);
Devolva-me (Lilian & Ed Wilson);

Faixa 6: 
Pobre menina (Lilian & Ed Wilson);
Coração de papel (Sérgio Reis);
Diana (Carlos Gonzaga);

Faixa 7: 
O passo do elefantinho (Trio Esperança);
Gasparzinho (Trio Esperança);
O escândalo (Renato e Seus Blue Caps);

Faixa 8:
Doce de coco (Wanderley Cardoso);
Doce, doce amor (Jerry Adriani);
Pensando nela (Golden Boys);

Faixa 9:
O bom (Eduardo Araújo);
Vem quente que estou fervendo (Erasmo Carlos);
Splish, splash (Silvinha);

Faixa 10:
O Calhambeque (Caetano Veloso);
Lacinhos cor de rosa (Lilian);
Broto Legal (Jerry Adriani).
 

















Links:







4 comentários:

Antonio Magalhães disse...

Apreciativa abertura disseminando fases: Pioneira ("Inesquecível")/Jovem Guarda/Tropicália!

Anônimo disse...

jose mauricio- MACEIO- AL. um som diferente do que estamos acostumados a ouvir da jovem guarda , mas ficou gostoso de curtir, bom balanco e tudo mais valeu seu HEDSON. abracao.

HAMILTON SOUZA disse...

Amigo Antonio
Você tem razão...
Foi um fase inesquecível da musica brasileira em todos os estilos.
Hedson LaPlaya

HAMILTON SOUZA disse...

Oi José Mauricio
valeu o apoio.
Um abraço
Hedson LaPlaya

Postar um comentário