2016

2016

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

GEORGE FREEDMAN - 1967

No final da década de 1950, o cantor e compositor alemão, porém radicado no Brasil desde menino, iniciou sua carreira cantando rocks, na sua maioria versões de hits estrangeiros.

Em 1959, gravou na Califórnia seu primeiro disco, interpretando o rock balada Leninha, de sua autoria e o rock calipso Hey Little Baby, de Steve Rowlands, com versão de Fred Jorge. Nessa época realizou várias apresentações na TV Tupi de São Paulo e obteve maior projeção pessoal com a sua participação no movimento musical Jovem Guarda.

Em 1960, obteve o seu primeiro sucesso com a música Olhos Cor do Céu, versão de Pretty Blue Eyes. Posteriormente, em 1961, gravou pela gravadora Continental as músicas Adivinhão e Inveja, ambas de Baby Santiago. Na sequência, em 1962, gravou um compacto duplo com as músicas O Jato, Canção do Casamento, Good Luck Charm e Um Beijinho Só. Nesse mesmo ano lançou o seu primeiro Long Playing “Multiplication”, divulgando o seu trabalho na TV Paulista, no programa “Ritmos da Juventude”. 

Nessa época era comum se apresentar com o grupo “The Rebels”, na boate Lancaster, na Rua Augusta, em São Paulo.
Em 1966, lançou Coisinha Estúpida, um dos seus grandes sucessos da carreira, no qual ganhou o prêmio Chico Viola e Um Grande Amor. Em 1968, lançou Quando Me Enamoro e Eu Te Amo

Nos anos 1970, chegou a fazer dupla com a cantora Waldirene, lançando pela gravadora RCA Victor, um compacto simples com as faixas Nosso Amor e Você e Eu. Com o declínio da Jovem Guarda saiu do cenário musical, realizando apenas apresentações esporádicas.

Nesta postagem, apresentamos o álbum intitulado “George Freedman”, lançado em 1967, pela gravadora RCA Victor, tendo como destaques o sucesso Coisinha Estúpida e a música Uma dúzia de Rosas, de Carlos Imperial, que também foi gravada pelo cantor Ronnie Von . O disco continha as seguintes músicas:

1. Beijinho doce; 
2. O autógrafo; 
3. Vá embora; 
4. O que houve com você; 
5. O Souvenir; 
6. Cisne branco; 
7. Uma dúzia de rosas; 
8. Ouça; 
9. Meu tipo de garota; 
10. Coisinha estúpida; 
11. Trevo de 4 folhas; 
12. Tudo que eu sinto por você.















Links:

8 comentários:

  1. Aguarde que postarei o album Multiplication

    ResponderExcluir
  2. Valeu!
    Qual é o teu email para envio de colaboraçoes ao blog?
    Miguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miguel
      Desde já agradeço possíveis colaborações. Pode me enviar para o helshs@yahoo.com.br.
      Um abraço
      Hedson LaPlaya

      Excluir
  3. Só uma correção: Os pais de George Freedman (nome artístico) eram ambos alemães, e George veio para o Brasil ainda menino.
    Em 1967 ele lançou Coisinha Estúpida, que lhe rendeu o prêmio "Chico Viola".

    Veja no Facebook uma biografia atualizada pelo próprio cantor e compositor George Freedman:

    http://www.facebook.com/groups/georgefreedman/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucinha Beatle
      Valeu muito a sua colaboração. Conto com os amigos do blog para ajudar. Estarei corrigindo e darei uma olhada no facebook.
      Seja bem vinda
      Hedson LaPlaya

      Excluir
  4. A titulo de colaboração, Na foto,podemos observar no meio, o Nene dos Incríveis tocando baixo,infelizmente não esta mais conosco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elias
      obrigado pela colaboração.
      Você tem razão. É o Nenê e ao lado o Mingo, dos Incríveis.
      Valeu...
      Hedson LaPlaya

      Excluir