2019

2019

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

JAY AND THE AMERICANS - SANDS OF TIME (1969) REPOST

Neste final de semana resolvi refazer uma digitalização e edição de uma postagem de novembro de 2012, do grupo americano Jay And The Americans, lançado no Brasil em 1969, pela SOM, mais conhecida como Copacabana Discos, pelo selo United Artists. 

A banda não ficou muito conhecido por essas bandas. Da discografia do grupo, o álbum que apresento é o que eu mais aprecio. O material de áudio desta postagem tem melhor qualidade, pois foi extraído de um Lp melhor. Além disso, a compactação agora está em 320 kbps. 

A década de 1960 produziu inúmeras bandas, algumas fizeram sucessos e são muito conhecidas até hoje, enquanto que a maioria ficou perdida no tempo. Se considerarmos o contexto do Brasil na época, essa perda é ainda maior. Para início de partida, no Brasil, a divulgação de um sucesso ou banda demorava de seis meses a um ano para acontecer, o que em alguns casos, o sucesso daquele artista ou daquela música já se diluíra, principalmente quando era artista ou banda de um único sucesso. 

A banda Jay And The Americans foi um grupo de rock balada popular na década de 1960. Sua formação original era composta por John “Jay” Traynor, Howard Kane, Kenny Vance e Sandy Deanne. Posteriormente John Traynor foi substituído pelo vocalista Jay Black.

No final de 1950, a banda foi descoberta durante as exibições que realizavam para estudantes da Universidade de Nova York. Foram os compositores Leiber e Stoller que deram nome ao grupo. Seu primeiro sucesso ocorreu em 1962, com a canção She Cried, que alcançou a quinta posição do hit parade americano. Posteriormente, essa mesma canção foi regravada pelo grupo vocal feminino The Shangri-Las, pelo Aerosmith, entre outros.

Outros dois singles seguintes não foram sucessos como se esperavam e após conflitos internos o vocalista John Traynor deixou o grupo. Eles  voltaram às paradas de sucessos em 1963, com a música Only in América, que originalmente era destinada para o grupo The Drifters. Em 1964 e 1965, o sucesso continuou com as canções Come a Little Bit Closer e Cara Mia.

Em 1968, lançaram um álbum chamado “Sands Of Time”, com as suas canções favoritas, que incluiu a música This Moment Magic, que foi originalmente gravada pelos The Drifters, vendendo mais de um milhão de cópias e foi premiado com o disco de ouro pela Recording Industry Association of America - RIAA (Associação da Indústria de Gravação da América), sendo o disco mais importante comercialmente da carreira da banda.

Posteriormente, em 1970, o álbum “Wax Museum” fez relativo sucesso, com o single Walkin In The Rain, sucesso do grupo The Ronettes, porém, os seguintes discos foram fracos e levou a banda a se separar no ano de 1973, onde cada um partiu para a carreira solo. 

Em e em 1990, se reuniram para apresentações especiais, sobretudo para comemorar os 45 anos da gravadora Motown e no Hall of Fame. 

Nesta postagem, apresentamos o álbum de maior sucesso da banda, "Sands Of Time", onde destaco as canções This magic momentSo much in loveSince I don't have you e Gypsy woman. Espero que apreciem este ótimo disco. Para complementar incluímos mais três bônus e uma melhoria no material gráfico. As músicas contidas na seleção desta postagem são as seguintes:

1. This magic moment; 
2. Pledging my love; 
3. Can't we sweethearts; 
4. My prayer; 
5. So much in love; 
6. Since I don't have you; 
7. Gypsy woman; 
8. Hushabye; 
9. When you dance; 
10. Life is but dream; 
11. Mean woman blues; 
12. Goodnigh my love.

Bônus:
13. Cara mia;
14. Crying;
15. Walkin1 in the rain.





 Capa (Front cover) - Edição USA 1968 / Brasil 1969





 Contra Capa (Back cover) - Edição Brasil 1969





 Contra Capa (Back cover) - Edição USA 1968





Contra Capa (Back cover Cd) - Edição Brasil LaPlayaMusic 2012





 Selo (Label) - Edição USA 1968






 Jay And The Americans - Foto





Jay And The Americans - Albuns





 Links:






Nenhum comentário:

Postar um comentário