2019

2019

domingo, 23 de junho de 2019

MARCUS PITTER - 2em1 - CENAS DE CIÚME (1973) E MARCUS PITTER (1974) REPOST

No finak dos anos 1960, com o enfraquecimento do movimento Jovem Guarda, mas influenciado por ele, surgiu o cantor brasileiro Marcus Pitter (pseudônimo de Pedro Marcílio), nascido no Rio de Janeiro.

Ele surgiu para o grande público em 1969, por meio do seu primeiro álbum "A Voz do Sucesso", lançado pela gravadora Phonogram, com o selo popular Polydor. Desse disco, destacaram-se as canções Pingos de chuva, uma versão de Raindrops keep fallin in my head, composta por Burt Bacharach e lançada pelo cantor americano B.J. Thomas, Você partiu, Eu fiquei assim e O que os olhos não vêem o coração não sente.

Em 1970, emplacou um grande sucesso, A ponte Rio Niterói e a balada Vou voltar, versão de Yellow river, lançada pelo cantor Christie e banda. Nessa mesma década vieram outros sucessos, tais como Por onde o vento faz a curvaEla é casadaSe meu coração falasse e a emblemática Eu queria ser negro (balada de protesto contra o racismo), motivando o cantor a aparecer em diversos programas de auditório na televisão, incluindo com assiduidade o programa do Silvio Santos e do apresentador Chacrinha. 

Já nos anos 1980, com a queda do sucesso, se afastou dos microfones, porém manteve atividades como produtor e compositor no meio musical. Em 1987, retornou com um mix duplo, pela gravadora Continental, com bons arranjos e produção cuidadosa de Jairo Pires. Foram quatro músicas próprias, Feliz com quem quiserÉ pra valerO mundo é uma guerra Meu jeito de ser

Entre os músicos que o acompanhou, com intervenções ajustadas, constavam o bom guitarrista Jaime Alem e o saxofonista Sérgio Cleto. Lamentavelmente, a partir dos anos 1990, seu nome foi caindo no esquecimento da mídia.

Infelizmente há poucas informações disponíveis em livros e internet sobre a carreira do cantor Marcus Pitter. Sabe-se que gravou vários discos pelas gravadoras Copacabana, CBS/EPIC, Phonogram/Polydor  e Continental, destacando-se a série “A Voz Do Sucesso”.

Nesta postagem, resgatamos o cantor e compartilhamos com uma compilação “2 em 1”, preparada pelo blog LaPlayaMusic, contendo os álbuns “Cenas de Ciúme – 1973” e “Marcus Pitter – 1974”, ambos lançados pela gravadora Phonogram, com o selo Polydor, que era destinado para os lançamentos mais populares. 

Em virtude do estado do material do primeiro disco, no que se refere a qualidade do áudio, ressaltamos a limitação em algumas faixas. A seguir seguem a lista das músicas que compõem os dois álbuns:

LP 1 – Cenas de Ciúme (1973):
01. Cenas de ciúme; 
02. Eu queria ser negro; 
03. Quando o sol se esconder; 
04. Playboy fracassado; 
05. Mera ilusão; 
06. Outro mundo; 
07. Coração vagabundo; 
08. Vou tirar o pé da lama; 
09. Ela é casada; 
10. Sai de baixo gente boa; 
11. Chove lá fora; 
12. No dia do seu aniversário; 
13. Eu sou você; 
14. Eu vou pra Barra.

LP 2 – Marcus Pitter (1974):
15. Você precisa de um homem; 
16. Se eu não fosse seu amigo; 
17. Sem destino; 
18. Morreremos amantes; 
19. Preciso esquecer você depressa; 
20. Te amo sim...te amo; 
21. A escola; 
22. Onde o vento faz a curva; 
23. Me dá um dinheiro aí; 
24. Busca; 
25. A lua e a rosa; 
26. Cabecinha no ombro.



































Links:







Nenhum comentário:

Postar um comentário