2016

2016

sábado, 8 de outubro de 2011

MANITO - TOQUE DE AMOR - 1996

Os fãs da Jovem Guarda estão tristes. Em 09 de setembro faleceu, aos 68 anos, o músico multinsturmentista Antônio Rosas Seixas, o Manito, que foi saxofonista da banda "Os Incríveis" e que participou também da fundação do grupo de música instrumental Saxomania juntamente com o músico João Cuca. Manito sempre foi lembrado por solos inesquecíveis durante a Jovem Guarda, época em que "Os Incríveis" se firmaram como uma das mais importantes bandas do país. Inspiraram e ainda inspiram muitos jovens com a sua música. Manito tratava desde 2006 de um câncer na laringe, o que o afastou dos shows com o Saxomania devido ao duro tratamento de quimioterapia.

Manito teve uma trajetória musical invejável, tendo iniciado sua carreira, ainda na Espanha, de onde era nbatural, tocando bateria na orquestra de seu pai. Chegando ao Brasil aos 9 anos de idade, logo foi reconhecido como "Menino Prodígio", sendo convidado pela Orquestra da Rádio Cultura de São Paulo, onde apresentou-se com enorme sucesso. Totalmente integrado ao Brasil, formou seu primeiro conjunto, "Los Hermanitos", tendo como componentes suas irmãs.
Alguns anos depois, com seu talento sempre em ascensão, ingressou no conjunto "The Jordans", onde também participava Mingo, que em seguida formaram o grupo "The Clevers", que posteriormente passou a chamar-se "Os Incríveis". 

Passada a euforia da Jovem Guarda, Manito procurou novos rumos, sempre buscando através de estudos, novos sons, dominando além do sax, instrumentos como: piano, bateria, teclados, harmônicas, aprimorando-se em cada um deles, tornando-se o músico de vários  instrumentos. 
Por 7 anos fez parte do conjunto "Placa Luminosa", com Jessé, do RC7 de Roberto Carlos, posteriormente montando a banda "Som Nosso de Cada Dia".

Para homenagearmos esse grande músico, compartilho o album instrumental "Toque de Amor", lançado em 1996, pela gravadora RGE, onde o músico demonstrou por meio dos seu instrumento predileto, o Sax, toda a sua virtuose solo, com talento e romantismo, fazendo história na música brasileira. As músicas que compõem o álbum  são:

1. Oceano; 
2. Sozinho; 
3. Saigon; 
4. Cathedral song; 
5. Strani amori; 
6. Anema e core; 
7. Primavera; 
8. La solitudine; 
9. Petala; 
10. Como uma onda; 
11. Canção de amor.








5 comentários: