2016

2016

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

LUIZ CLÁUDIO - INTIMIDADE - 1968

Tive acesso aos discos de um cantor e compositor brasileiro que muito me agradou, pela afinação e suavidade na voz. Acredito que muitos não conhecem sua obra. Estou me referindo a Luiz Cláudio, cantor elogiado por Caetano Veloso e por vários artistas da Música Popular Brasileira.

Ele fez sucesso na década de 50 e atuou até o início da década de 80. Nasceu em Minas Gerais. Ainda menino formou o seu primeiro trio vocal. Ao ser descoberto por um produtor de rádio, passou a cantar na capital Belo Horizonte. A passagem do rádio para os discos foi muito rápida.

Teve influências dos cantores Lúcio Alves, Dick Farney e Tito Madi, além dos cantores americanos de música estilo fox. Gravou vários estilos, tais como, fox, jazz, música regional e até mesmo rock pop.

Nesta postagem apresentamos para apreciação o álbum “Intimidade”, lançado no Brasil em 1968, pela gravadora Odeon, sob produção de Milton Miranda e direção musical do maestro Lyrio Panicalli. Também contou com as participações nas regências de Paulo Moura, Francis Hime, Antonio Adolfo e Quinteto Villa-Lobos. Desse excelente disco destacam-se as músicas Sá Marina, Viola Enluarada e Asa Branca. O álbum contém as seguintes músicas:

1. No brilho da faca; 
2. Pilão; 
3. Alegria de carnaval; 
4. Sá Marina; 
5. Aperto de mão; 
6. Viola enluarada; 
7. Maria; 
8. Atira a primeira pedra; 
9. Retrato em branco e preto; 
10. Meu lugar; 
11. Rosa Maria; 
12. Asa Branca.











Nenhum comentário:

Postar um comentário